Archive | País de Gales RSS for this section

Um final de semana em Cardiff, País de Gales!

O dia amanheceu agradavel e pra começar os passeios desse final de semana, eu fui direto ao calçadão central da cidade. As ruas estavam lotadas de pessoas vestindo vermelho e algumas poucas de roupas amarela. Eu nao sabia o que estava acontecendo, mas nao demorou muito pra eu descobrir. Eram os torcedores galeses e australianos, que estavam se encaminhando para o estadio para ver o jogo entre as duas seleçoes que valia pelo campeonato mundial de rugby.

Cardiff é a capital do Pais de Gales. Tem apenas 340 mil habitantes, ou seja, a cidade consegue ter uma populaçao menor que Edimburgo! Pra mim, um final de semana inteiro na cidade foi suficiente para conhece-la muito bem.

A cidade pode ser facilmente dividida em duas: o centro antigo e o porto que esta sendo revitalizado. Alias, essa moda vem acontecendo em praticamente todas as cidades litoraneas europeias. Eu pude perceber essas revitalizaçoes em varios lugares, como por exemplo, Liverpool, Oslo, Helsinki e ate mesmo la em Edimburgo.

Bom, mas pra começar, pela manha eu fui visitar o centro antigo da cidade, onde ficam o City Hall (prefeitura) e o Alexandra Gardens.

A Prefeitura de Cardiff, assim como a de Belfast, tem exatamente o mesmo estilo, barroco eduardiano. O edificio foi inteiro construido com um tipo de pedra branca vindo da regiao de Dorset, na Inglaterra. E o que mais chama atencao é que, diferentemente da maioria das prefeituras européias, essa tem uma torre com um relogio. E ainda, como o Big Ben, a cada 15 minutos o sino tem uma batida diferente. Achei bem bonitinho!

 

Ainda nessa regiao, bem ao lado da prefeitura, fica o Museu e Galeria Nacional de Cardiff com obras que pertenciam a colecao das irmãs Davies e que foram doadas ao museu ainda na decada de 50. Nessa colecao estavam incluidas obras de varios pintores consagrados, como Monet, Van Gogh, Renoir, Rodin, entre outros.

E atras da prefeitura fica o Alexandra Gardens, que além de muito bem cuidado, durante o primeiro final de semana do mes de novembro, que foi quando eu estive la, ficou ainda mais bonitos com as cores do outono…

No jardim, fica o Welsh National War Memorial, que presta uma homenagem as pessoas que morreram durante a Primeira e Segunda Guerra Mundial..

Recentemente, foi anexado ao jardim um memorial que homenageia todos os Galeses que morreram durante a Guerra nas Malvinas..

Enquanto caminhava ate o meu proximo destino, ainda vi muitos torcedores galeses pelo caminho. O centro da cidade é repleta de lojas, lojas de departamento e lojinhas de souvenirs.

A que eu mais gostei foi essa daqui (foto abaixo) que fica bem em frente do Castelo de Cardiff. Reparem no nome da maior cidade do mundo, que esta escrito ali na fachada da loja. Eu que ja achava super dificil de falar o nome do vulcao islandes, nem me arrisquei a tentar a falar o nome dessa cidade (que esta localizada no norte do Pais de Gales)!

Como eu ja estava na frente, minha proxima parada foi o Castelo de Cardiff (em gales Castell Caerdydd). Eh considerado um dos principais castelos do pais e um dos mais bem conservados do periodo medieval tambem. Uma visita completa pode durar de 2 a 3 horas.

O atual Castelo é formado por uma torre normanda e dois fortes romanos. Esta totalmente cercado por uma muralha, muito bem preservada por sinal, onde podemos caminhar e ter uma boa ideia de como eh a cidade vista do alto.

Dentro do castelo tem um centro de informacao, onde ficam a lojinha de souvernirs e um cafe. Tambem tem um pequeno museu que conta a historia do castelo ao longo do seculos, as batalhas sangrentas travadas entre os diversos povos que habitaram a regiao, as disputas entre Ingleses e Galeses até os dias atuais.

Junto ao museu, no segundo andar, numa salinha da pra assistir um video-resumo sobre a historia do castelo. O video é bem curtinho, acho que nao passou de 10 minutos, e vale a pena assistir para entender um pouco da historia do pais e do seu povo.

A torre normanda, que tem uma localizacao estrategica dentro do castelo, bem no centro e no alto de uma colina, pois eram onde os inimigos ficam presos. Essa parte do castelo é antiiiga, data do ano de 1091. Um de seus prisioneiros mais ilustres foi o irmao do rei Willian, O Conquistador, Robert II, Duque da Normandia, pois ele queria tomar essas terras da Inglaterra que na epoca estava sob o reinado do Rei Henry I.

Depois de muitas lutas, o territorio foi anexado ao Reino Unido. Mas o progresso so comecou a aparecer nessa regiao, quando a Familia Bute entrou em cena. Gracas a boa visao que os membros dessa familia tiveram, a cidade comecou a prosperar e se recuperar.

Eles ficaram de posse de um dos principais simbolos do pais, o Castelo de Cardiff. Mas o primeiro passo dado foi transformar o porto da cidade, que antigamente nao passava de uma vila de pescadores, em um dos maiores portos para exportacao de carvao durante o seculo XIX.

A familia Bute tambem viu a necessidade de ampliar o Castelo, e por ordem do Terceiro Marques de Bute, foi construido um palacio vitoriano. Hoje em dia, esse Palacio abriga uma vasta colecao de obras, objetos e mobilias que pertenceram a essa familia.

Em 1947, a familia Bute decidiu vender o Castelo a cidade por um valor simbolico de, acreditem ou nao, apenas 1,00 libra!!!!

Ao redor do castelo, em toda a extensao das muralhas, existem muitas torres, mais a que tem maior destaque é enfeitadissima Torre do Relogio, bonitinha né???

Pra terminar o dia, fui para a parte nova da cidade, chamada de Cardiff Bay. Antigamente era uma zona portuaria e recentemente passou por um processo de revitalizacao. Ao contrario do que se pensa, essa baia esta localizada no encontro de dois rios, o Taff e o Ely. E so mais adiante que vem o encontro com o mar.

Algumas construcoes foram mantidas, como o Pierhead Building..

a Norwegian Church, que nao é uma igreja propriamente dita, ali acontecem concertos, exibicoes artisticas, encontros e reunioes…

E alguns outros edificios foram recentemente construidos, como é o caso do Senedd, sede da Assembleia Nacional do Pais de Gales, que desde 2006 esta apta a criar leis para algumas regioes do pais, porem nao de forma autonoma (como na Escocia e na Irlanda do Norte), ja que essas leis podem ser vetadas pelo Parlamento Britanico.

Os antigos edificios deram espacos, a Mermaid Quai, com modernos restaurantes, cafes e algumas lojas..

E ainda tem o Wales Millennium Centre, um dos maiores complexos culturais do pais. Eu tive a oportunidade de ver o espetaculo Swan Lake on Ice nessa noite.

No domingo, depois de mais uma voltinha pelo centro da cidade, antes de ir pro aeroporto, fui caminhar a ainda tive tempo de dar uma voltinha com calma pela area onde fica o Millennium Stadium.

O principal estadio do pais, além de super moderno, e de ter capacidade para 74 mil torcedores, é onde acontecem os jogos das selecoes de rugby e de futebol do pais.

Uma coisa que achei bem legal, é que na area externa, que circunda a parte detras do estadio, o piso é todo decorado com mosaicos homenageando alguns paises que por ali ja jogaram!

Sem tempo pra mais nada, so me restou voltar ao calcadao principal e pegar um taxi para o aeroporto.

Hotel em Cardiff

Pra não perder o costume, o hotel escolhido para essa viagem a Cardiff, no  País de Gales foi o excelente Cardiff Marriott Hotel.

O hotel, como a grande maioria dos hotéis dessa rede, é super bem localizado. Fica bem proximo ao calçadão que leva ate o Millennium Stadium, fica a poucas quadras do Castelo de Cardiff e muito proximo do outro calcadão onde estão as maiores lojas de departamento da Reino Unido, os melhores bares e restaurantes da cidade.

Sexta-feira a noite quando cheguei na cidade, estava caindo um diluvio, e sendo assim, preferi jantar no hotel mesmo.

O prato escolhido foi o tradicional fish and chips acompanhado de pure de ervilha, uma saladinha de tomate e uma budweiser para acompanhar. E olha, foi um dos melhores fish and chips que comi até hoje, muito bom mesmo!!!

Os quartos da rede marriott são meio padrão, e como os outros que tive a oportunidade de ficar, sao bem espaçosos, e bem equipados com maquina de cha e cafe, cofre, ar condicionado central e produtinhos (shampoo, sabonetes e cremes) no banheiro.

Eu tenho o costume de reservar quarto twin, com duas camas de solteiro, porém dessa vez não tinha, então tive que fazer o esforco de dormir em uma cama queen size.. heheehe não foi facil! =)

De manha quando abri a janela, levei um susto..

O cafe da manha estava incluido no valor da diaria, mas a conexão wi-fi não. Pra falar bem a verdade, nessa viagem eu não tinha necessidade de pegar um hotel com conexão free, até pq meu chip eh do Reino Unido, então eu fazia ligações e utilizava a internet da mesma forma que eu usava la em Edimburgo. Como todo o hotel 4 ou 5 estrelas, 24 horas de internet é uma fortuna.

Cardiff Marriott Hotel fica na Mill Lane, Cardiff CF10 1EZ, País de Gales.

** Se você gostou das dicas desse blog e quiser dar uma força reservando hotel  em Cardiff através do site do Booking, para iniciar as pesquisas, é  só clicar aqui. Obrigada!!! **

** Importante: Ao reservar um hotel através do site do Booking aqui pelo blog, será repassado uma comissão ao blog Contando as Horas **

** Não sabe como utilizar o site do Booking? Aqui vai um post bem detalhado sobre como escolher e reservar um hotel. **

Posts relacionados:

Roteiro: Cardiff, País de Gales!

Ballet Swan Lake on Ice, no Wales Millennium Centre

Um final de semana em Cardiff, País de Gales!

Day Trip com Empresa de Turismo na Inglaterra

Para fazer o chamado “Day Trip” contratamos uma empresa de turismo na Inglaterra. Motivo? Enquanto eu estava organizando a viagem, busquei informações sobre trens, as empresas de trens, relatos de outras pessoas (conhecidas ou não) que tivessem ido nos mesmos lugares que nos gostaríamos de visitar e como chegaram lá.. e não achei nenhuma informação muito direta. Como era nossa primeira viagem internacional em família (e aconteceu em 2008), achamos melhor não arriscar de pegar o trem errado, ir parar numa outra cidade ou sei lá… então pagamos um pouco mais por pessoa e tivemos a comodidade em ter os horários “mais flexíveis” para visitar os lugares e ainda como “bônus” um guia (formado em história!!!!) e não simplesmente um “motorista”.

o guia

Agendamos tudo por email com uma empresa que achei no site oficial de turismo da cidade de Londres. Então ficou definido o seguinte:

– em um dia fomos para Windsor, Stonehenge e Bath;

– outro dia em Warwick, Stratford-upon-Avon e Oxford;

– e pegamos mais um dia pra fazer um tour nos lugares mais longes em Londres: Greenwich, no Estádio de Wembley, Tour no Estádio do Chelsea (Stamford Bridge) e na Abbey Road (onde fica o Estúdio onde os Beatles gravaram alguns de seus albúns e onde tiraram a foto do 12º albúm, também chamado Abbey Road).

a estrada em perfeitas condições

Então, com tudo confirmado, roteiro decidido e pagamento feito.. Os tours começaram todos os dias as 08:00 a.m.

Ovelhas no caminho pra Oxford

O nosso guia e motorista era o John, um senhor formado em história e que sabia tuuuuudo sobre a interessante história do Reino Unido. Além de nos contar coisas sobre o dia-a-dia, o pensamento dos ingleses com relação a monarquia e/ou com relação aos outros países que fazem parte do Reino Unido, nos deu algumas dicas de restaurantes, pubs, jogos, lugares pra visitar tanto em Londres como no restante do país.

A van

A van era uma Mercedes Benz Viano, com ar-condicionado e com direito a uma garrafinha de água pra cada um!!!

Entendendo o Reino Unido

O Reino Unido sempre foi uma “confusão”. Vários países, várias bandeiras, vários primeiros-ministros, uma Rainha e um monte de coisa pra entender. Então quando resolvemos viajar pra lá, me obriguei a ler e entender como o esquema por  lá funciona.

O nome oficial do país é Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte ou em inglês United Kingdom of Great Britain and Northern Ireland, até ai tudo certo! Mas pq as vezes usam somente Grã-Bretanha? Bom, a Grã-Bretanha é a ilha maior…  formada por Inglaterra, Escócia e País de Gales! A Irlanda do Norte fica na outra ilha, na ilha que divide com a República da Irlanda. E assim, a Grã-Bretanha (ilha) + Irlanda do Norte formam o Reino Unido!

Além desses quatro países membros, o Reino Unido tem mais 14 territórios ultramarinos espalhados pelo mundo.

Cada país tem uma organização territorial diferente, onde na Inglaterra, o país é dividido em 9 regiões, na Escócia são 32 áreas de conselho, já o País de Gales é dividido em 22 áreas de autoridades unitárias e a Irlanda do Norte tem 26 distritos.

Quanto as bandeiras, cada país membro tem sua bandeira oficial e a mais conhecida de todas é a Union Flag mas também é chamada de Union Jack, que é formada pelas bandeiras da Inglaterra (chamada de St. George’s Cross, pois St George é o Santo Padroeiro do país) , Escócia (St. Andrew’s Cross, onde St. Andrew é o Santo Padroeiro da Escócia) e Irlanda do Norte (St. Patrick’s Cross, já que St Patrick é o Santo Padroeiro da ilha da Irlanda inteira, não somente da Irlanda do Norte).

A única que não aparece é bandeira do País de Gales, pq o país só foi conquistado e anexado ao Reino Unido após a definição da bandeira que conhecemos atualmente.

Reino Unido

A idéia dessa viagem de final de ano (2008/2009) surgiu meio que por acaso, já que o agendamento para o visto americano atrasou e precisou ser remarcado, então… ficou decidido que o destino das férias seria outro. Qual? Comecei a vasculhar pela internet os preços de passagens para vários lugares.

Analisando bem os valores e as “reais vontades” de conhecer cada lugar, decidimos que o destino seria a Inglaterra, Londres para ser mais específica! Porém, a medida que comecei a ler sobre o país e organizar a viagem, surgiu 493943 milhões de lugares interessantes em todo o Reino Unido! E agora????? A viagem que era pra ter no máximo 15 dias, não teve jeito, precisou ser acrescentado mais 5!!!

Parliament Square

Além da Inglaterra, escolhemos ir também na Escócia, já q em vários sites que li elogiavam o Ano Novo Escocês!! Pra resumir, fomos nesses lugares:

Inglaterra

– Londres ( durante o Natal);

– Windsor, Stonehenge e Bath;

– Warwick, Stratford-upon-Avon e Oxford.

Escócia

– Edimburgo (no Ano Novo);

– Linlithgow;

– Stirling.

Inglaterra

– Liverpool;

– Londres (novamente, mais 2 dias pra terminar e pegar o vôo de volta pra casa).

%d blogueiros gostam disto: