Arquivo | Bares e Restaurantes RSS for this section

(Só) Tem na Escócia!

Hoje em dia existem muitas pessoas que priorizam conhecer outras coisas durante uma viagem além das principais atrações turísticas, como por exemplo, ter experiências das mais diversas possíveis, seja na gastronomia, participar de um festival, conhecer algo típico que aparentemente “só” existe naquele país e por ai vai.

Nesse tempo todo que passei em Edimburgo, eu pude observar, experimentar e ver coisas que são consideradas típicamente escocesas e/ou britânicas. Claro que com o processo de globalização intensificado, muitas coisas perderam um pouco a identidade, pois já podem ser encontradas (ou são reproduzidas) em praticamente todos os cantos do mundo. Mas tem coisas que só vão ter graça se forem vistas, provadas e vivenciadas no país de origem. Ainda bem!

IF

→ Look Left / Look Right / Look Both Ways

Quem nunca fotografou as ruas de Londres, Edimburgo ou qualquer outra cidade britânica? A primeira vez que eu vi esses indicativos no chão pensei: “que gente doida”.. mas depois de ser quase atropelada umas 15 vezes na primeira vez que estive no Reino Unido, entendi o pq da existência dessa “ajudinha”.. Sem isso, acho que metade da população mundial que fosse ao Reino Unido voltaria pra casa com uma perna quebrada (ou pelo menos iria conhecer um hospital)!

09242010(030)

IF

IF

→ Gaita de Fole (Bagpipes) e os Kilts

As primeiras coisas que vem a cabeça quando pensamos em Escócia são: Kilt e Gaita de Fole (Whisky tbm!), né?! Então, ao andar por Edimburgo, vai ser bem fácil encontrar pessoas (autenticos escoceses ou não) vestidos a rigor e tocando bagpipes.

IF

IF

Já adianto que ao lado da Waverley Station, perto da St Giles Cathedral e no The Mound são os lugares preferidos desse pessoal pra se apresentar, divertir os turistas e pq não, ganhar uns pounds também.

IF

IF

Toda vez que eu escuto uma gaita de fole de longe eu procuro saber de onde o som está vindo e vou até lá, pelo menos pra tirar uma fotinho e quase sempre (se merecer) eu deixo umas moedinhas, pq tem que ter folego pra tocar a tal da gaita de fole, viu?!?!

→ Os clãs escoceses

Toda família escocesa que se preze tem o seu tartan oficial e consequentemente formam um clã. O clã “nada mais é do que” uma forma de identificar um grupo ou uma familia tipicamente escocesa. Em várias lojas de souvenirs é possível comprar um livrinho (que na capa está estampado o tartan referente a cada clã) que conta a história dos principais clãs escoceses.

IF

Até no aeroporto..

Até no aeroporto..

Quem quiser saber mais sobre o assunto, eu já escrevi um post sobre isso, que pode ser conferido aqui: Um pouco de cultura escocesa: Clãs, Tartans e Kilts (e mais o Tartan Weaving Mill).

→ OS Kiltmakers

São lojas especializadas em fazer os trajes tipicamente escoces. Eles, além de fazerem os kilts, também vendem todos os acessórios necessários para compor um traje oficial do país. A grande maioria dessas lojas ficam na Royal Mile, perto da North Bridge, mas claro que existem outras espalhadas por Edimburgo e em várias outras cidades/vilarejos do país.

kiltmaker_1200x822

Um kilt com um “ótimo corte” e bem alinhado pode custar pelo menos 800,00 libras, mas pra quem quiser trazer um de lembrança, as lojinhas de souvenirs vendem também e o preço é bem mais acessível.

→ Whisky Shop e o Whisky Escocês

Whisky e consequentemente as Whisky Shops são duas coisas que existem em todos os cantos do país, seja na capital ou num pequeno vilarejo perdido no meio das Hebrides. Os escocês tem o maior orgulho do seu produto principal e valorizam isso como ninguém.

whisky shop 2_1200x840

Em Edimburgo existem centenas de lojinhas espalhadas pela cidade, além dos pubs “especialistas” em whisky. Com certeza vale a pena conferir!

whisky shop_1200x877

Os últimos whiskies que eu trouxe pro meu pai

Os últimos whiskies que eu trouxe pro meu pai

Pra quem se interessar pelo assunto, uns meses atrás eu escrevi um post sobre o assunto, Tudo sobre Scotch Whisky, o Uisque Escocês.

→ Irn Bru

Quando comecei a organizar a primeira viagem que fizemos ao Reino Unido (que incluiu a Escócia também) li sobre a existência do Irn Bru. Pra quem não sabe, o Irn Bru é um refrigerante, o mais popular da Escócia. Apesar dele ter a cor laranja, não significa que o gosto seja parecido com a Fanta, mas também não saberia descrever com o que ele se parece exatamente. Mas uma coisa eu posso garantir, é bom!

14102011(002)

irn bru 2_1200x924

→ 80 Shilling

É um tipo de cerveja escocesa fábricado pela Belhaven e que pode ser encontrado tanto na Escócia como em vários outros lugares pelo Reino Unido. Apesar de ser uma cerveja escura, ela não é tão forte e tem um gosto bem agradável.

foto_929x929

→ Pimm’s e Gim com Tônica

E já que estamos falando de bebidas (alcoolicas), apesar dessas duas não serem “exclusivamente” escocesas, elas fazem bastante sucesso em Edimburgo e na Escócia em geral também. São duas bebidas que combinam perfeitamente com um happy hour em um dos milhões de pubs que existem no país.

g_1200x895

→ Haggis e Salmão

Sem duvida esses são os pratos típicos mais populares da Escócia. Quem nunca sonhou em ir à Escócia e comer um autentico salmão escocês? Nesse tempo todo que morei em Edimburgo eu aproveite pra comer salmão como se o mundo fosse acabar amanhã. Comi salão grelhado, salmão (cru) defumado, sopa de salmão, enfim, o que tivesse salmão lá estava eu provando.

salmao_1162x929

haggis_1200x900

22072011(002)

Já o Haggis eu demorei um pouco pra tomar coragem em experimentar, principalmente depois que eu li do que ele é feito. Claro que se o prato for bem feito, ninguém vai ficar com nojo de comer e por ser um prato meio apimentado (ou é o tempero que é muito forte?) a gente até que nem estranha.

→ Oatcakes

Ahhhh, essas bolachinhas foram amor a primeira vista! Desde que eu descobri a existência delas, não teve uma única semana que eu não comprasse. Existem pessoas que acham ela totalmente sem graça e sem gosto, mas eu gostei e recomendo. Ela pode ser encontrada em qualquer Tesco (rede de supermercado) que existem aos montes por toda a Escócia (e Reino Unido, apesar de que eu não lembro de ter visto essas bolachinhas nos mercados em Londres).

oat_1150x929

→ A Flor da Escócia, o Thistle

Quem já leu mais do que meia página sobre a Escócia em qualquer guia de turismo ou site da wikipédia já reparou que sempre vai aparecer a foto de uma florzinha rosa. Pois então, eu aproveito a oportunidade pra apresetá-la, se trata do Thistle, mais conhecida por “A Flor da Escócia”. Mas eu tenho uma boa e uma má notícia sobre esse assunto: ela pode ser vista em diversos parques em várias cidades da Escócia, mas somente durante o verão.

IF

Em Edimburgo, durante o verão, é possível ver diversas “Flores da Escócia” no Princes Street Gardens, o parque que fica bem no meio da cidade, entre a New Town e a Old Town.

maq sony antiga 652

Como curiosidade, a Escócia tem um hino não oficial chamado “The Flower of Scotland”, quem tiver curiosidade, tem um video que fiz durante o jogo de futebol que assisti em Glasgow, entre as seleções da Escócia e da Espanha, pela Euro 2012. Esse hino sempre é cantado em substituição ao “God Save the Queen”, o hino ofical do Reino Unido. Os escoceses são rebeldes! Pra assistir ao video é só clicar aqui (o video tá no final desse post).

→ Cashmere

Até eu chegar em Edimburgo, eu nem sabia que o país era famoso também pelo cashmere. Só na extensão da Royal Mile existem vááárias lojas que vendem tudo o que se possa imaginar de produtos feitos de cashmere. Nesse tempo todo que morei lá, consegui comprar algumas coisinhas como cachecóis e blusas feitas 100% de cashmere e o melhor de tudo?!?! Teve coisas que comprei a preço de banana, pq a alta temporada de vendas tinham acabado e ai vieram as promoções e eu me esbaldei!

cashmere_1200x929

Existem lojas “mais elitizadas” e “lojas estilo outlet” na própria Royal Mile que vendem roupas de puro cashmere. Vale a pena dar uma olhada!

Mas o meu sonho de consumo eu ainda não realizei, que é comprar uma manta feita totalmente de cashmere, mas um dia eu ainda chego lá!

→ Árvore enfeitada com rolhas de whisky

Sim! Qual não foi a minha surpresa ao chegar no aeroporto de Edimburgo no final de novembro de 2010 pra pegar um voo pra Amsterdam e ver uma árvore de Natal totalmente enfeitada com rolhas de whisky? Achei a idéia genial e super criativa!

Arvore de natal aerop edi

→ Hotel Missoni Edinburgh

Edimburgo foi a primeira cidade do mundo a receber um Hotel Missoni e isso aconteceu ainda em 2009. O hotel, mesmo sendo “classificado” como 5 estrelas tem tarifas com preços dentro da normalidade. Ano passado quando voltei a Edimburgo pra passar meu aniver, me hospedei lá! Queria ver como era ficar hospedada na Old Town de Edimburgo. Quem quiser ver o post que escrevi sobre o hotel, é só clicar aqui.

hotel missoni_1200x876

hotel missoni 2_1200x856

→ A ovelha Dolly

Sabiam que a ovelha Dolly foi clonada na Escócia? Sim, ela é escocesa! E agora é possível ve-la no Museu Nacional da Escócia!

dolly_1200x831

→ Fila indiana pra tudo, pra tudo mesmo

Sabe aquele costume que brasileiro tem de chegar e ir se amontoando pra entrar em algum lugar ou no transporte público? Pois bem, isso não existe na Escócia e pasmem.. os escoceses ainda fazem fila indiana pra tudo! Experimenta chegar num grupinho e ir se achegando e querendo furar pra fila pra ver o que te acontece! Principalmente se tiverem pessoas mais velhas por volta, elas vão mandar o espertinho pro final da fila! Já presenciei uma situação dessas e foi no minimo engraçada!

IF

IF

→ Lewis Chessmen

Quando fui fazer meu intercâmbio na Escócia, soube que iria ter uma exposição especial de reinauguração do Museu Nacional da Escócia com as famosas pecinhas de xadrez que foram encontradas na ilha de Lewis, que fica na costa oeste da Escócia e fiquei super interessada em ir!

chess_1200x825

Vai dizer que elas não são perfeitas? Fiquei impressionada!

→ As placas dos carros

Eu não sei se mais alguém reparou, mas em quase todos os lugares que visitei no Reino Unido (exceto a Escócia) as pessoas costumam ter na placa do seu carro o indicativo de que são do UK, mas na Escócia a coisa não é bem assim. Praticamente 90% dos carros tem essa placa aqui:

IF

→ A organização

Tudo bem, isso não é encontrado só na Escócia, mas sim em todo o Reino Unido. Claro que eles estão longe de serem 100% perfeitos, mas pra quem mora no Brasil e vê sempre a desordem, a burocracia e o jeitinho brasileiro pra tudo, é impossível não ficar admirado com a organização encontrada lá.

IF

Em Edimburgo mesmo, vi de perto isso. Por exemplo: as obras do tram! A cidade tava uma bagunça sem fim, os escoceses indignados com os gastos pra construir uma “redezinha” de tram que “só” iria ligar o aeroporto até o porto da cidade (tipo assim: vai atravessar a cidade toda, de ponta a ponta), mas mesmo assim a bagunça era organizada.

As explicações dos acessos as lojas da Princes Street estavam em placas a cada 10 passos e espalhadas por todas as partes, quando chegou a vez das rotas dos ônibus serem afetadas pelas obras, as rotas alternativas estavam sendo anunciadas em todos os pontos de ônibus da cidade como nos sites da Lothian Buses (empresa responsavel pelo transporte público de Edimburgo) e até a rota que faz especialmente o trajeto entre o aeroporto e o centro da cidade era atualizada constantemente com as mudanças de rota conforme as obras iam avançando. Isso sem falar em todas as placas que indicavam rotas alternativas para os carros se locomoverem pela cidade ou pegar a estrada que liga Edimburgo ao norte da Inglaterra ou ao norte e costa oeste da Escócia. Impossível não reparar isso, né?

→ Outros produtos

Pra quem gosta comprar souvenirs durante uma viagem (alô mãe!), na escócia existem diversas coisas legais pra trazer de recordação. Seja um imã de geladeira, um kilt, uma camiseta com alguma piada ou brincadeira relacionada aos escoceses, um ursinho de pelucia, uma bolsa com um I “heart” Scotland, uma caneca ou até mesmo um baralho com temas típicos do país, enfim, opções é o que não faltam!

IF

19082011(008)

19082011(003)

Acho que é isso… ou será que esqueci de alguma coisa?

Edimburgo: The Witchery

Um dos restaurantes mais disputados de Edimburgo é o The Witchery. São mais de 40 anos de existência que fez com que esse ele se tornasse um dos mais tradicionais da cidade.

SONY DSC

No menu, o que encontramos são basicamente comidas típicas escocesas e que são feitas usando unica e exclusivamente os principais produtos escoceses, claro!

Então, pra quem quer provar Haggis ou até mesmo um autêntico Salmão escoces, esse é um excelente lugar.

SONY DSC

O que muita gente não sabe é que, por ser um restaurante super bem frequentado pelo locais, quase sempre não há data e nem horário para um almoço ou um jantar. Então, quem deixar pra reservar meio que de ultima hora, vai ser muito mais fácil encontrar uma mesa para o almoço que para o jantar. É bom se programar com uma boa antecedência pra não ficar sem opção!

Hoje em dia, o processo para reservar uma mesa é bem chatinho. É possível reservar através do próprio site, escolhendo a data e o horário e em questão de 24 horas o pessoal do restaurante entra em contato para confirmar a reserva. Um dia antes da data escolhida, eles enviam email e sms para lembrar e também para pedir para confirmar novamente o jantar ou almoço pré reservado. Meio exagerado, eu sei, mas agora o procedimento é esse.

w7_1024x768

O restaurante é dividido em dois salões, onde o cliente pode escolher em qual lugar prefere jantar ou almoçar. Eu acabei escolhendo jantar no Secret Garden.

Então pra começar, resolvi pedir como entrada um dos pratos mais tradicionais do país: Haggis with neeps and tatties e um Cosmopolitan para acompanhar.

w3_1013x768

Como prato principal, eu não pude deixar de provar o salmão, que dizem ser um dos melhores da Escócia. E realmente, é muuuito, mas muito bom mesmo! Um dos melhores que comi até hoje. E olha que de salmão eu entendo, é um dos meus pratos preferidos!

w4_1024x768

Mas no cardápio ainda é oferecido carne de ovelha, carne de porco, filés em geral, carne de pato e vários outros tipos de frutos do mar. Inclusive, também existem opções para quem é vegetariano. Junto com o prato principal também é possível escolher alguns acompanhamentos.

E o cardápio das sobremesas também não deixa a desejar, incluindo alguns doces tradicionais escoceses, além do básico crème brulée, acompanhado de Gunn sorbet (com um leve toque de whisky) que foi o que eu acabei escolhendo. Muito bom!

w5_1024x768

The Witchery está super bem localizado na Royal Mile, pertíssimo do Castelo de Edimburgo e ao lado do The Scotch Whisky Experience. Abre todos os dias da semana.

Edimburgo: Nando’s Restaurant

Sempre tinha ouvido falar que a rede de restaurantes sul africano Nando’s era muito boa, mas durante todo o tempo que morei em Edimburgo eu nunca tinha ido. E olha que o restaurante ficava a uns 5 minutos a pé de onde eu morava.

Mas dessa vez que voltei a Edimburgo, marquei de encontrar o Erwin, um amigo, e ele escolheu pra gente ir jantar no Nando’s. Ok, achei a idéia excelente.

n1_1024x622

Eu não tinha a minima idéia de como o esquema por lá funcionava e só no final da noite descobri a “pegadinha” que fez ele me levar lá!

Mesmo sendo uma rede sul africana, o Nando’s tem diversos restaurantes espalhados pelo Reino Unido e pelo mundo. O tipo de comida servida é basicamente frango com muuuuuita pimenta.

E o esquema de como funciona o restaurante é um pouquinho diferente do que estamos acostumados por ai! Sim, os garçons só tem o trabalho de trazer o cardápio e entregar o nosso prato na mesa quando estiver pronto, todo o resto é por nossa conta!

n3_1024x750

Explico: depois de escolher o prato, temos que nos dirigir ao balcão, fazer o pedido e pagar a conta. Inclusive temos que pegar os copos, os guardanapos e os talheres (oi?).

Como era a minha primeira vez no restaurante, o Erwin disse que ele ia lá fazer o pedido e eu fiquei na mesa esperando ou melhor, fotografando o ambiente!

No cardápio, praticamente tudo é feito com carne de frango e ainda podemos escolher os acompanhamentos (que também são apimentados). Depois de escolher o que vamos comer, tivemos que escolher o grau de pimenta que tudo que vai ser servido terá, ou seja, com pouquissima pimenta, médio, pimenta forte ou pimenta extra forte. Segui o conselho do Erwin e pedi com o grau médio, que conforme já da pra imaginar, estava até dentro do suportável!

n2_941x768

Pra beber, existem diversas opções de cerveja (vi até Brahma no cardápio), sucos, cidras e vinhos, principalmente sul africanos e portugueses. Eu acabei escolhendo uma cidra da Africa do Sul e achei bem fraquinha, se for comparada com as Irlandesas.

Na hora de escolher a sobremesa, acabei até fazendo uma brincadeira com o Erwin e pedi se também tinhamos que escolher o grau de pimenta.. E ele, tadinho, achou que eu tava falando sério! Foi engraçado!

No final, quando falei pra ele pra gente já ir agilizando e ir pedindo a conta, veio a tal “pegadinha”, ele já tinha pago tudo e não teve jeito, não conseguei pagar um centavinho sequer. Mas na próxima vez o convite (e a conta) ficam por minha conta!

n5_1024x768

No geral, achei a decoração do restaurante bem bonitinha, a comida tava bem boa mesmo estando bem apimentada por meu gosto. A unica coisa que não gostei muito foi a forma como as coisas acontecem ali, pq literalmente os garçons nem precisariam existir. Mas de qualquer forma, a experiência é sempre valida!

O Nando’s pode perfeitamente se enquadrar como um restaurantes baratinho e como tudo fica pronto bem rapido, é uma excelente opção para um almoço / jantar durante uma viagem também.

O Nando’s de Edimburgo fica na Lothian Road, ao lado do Usher Hall e praticamente em frente ao Hotel Sheraton.

Edimburgo: Browns Bar & Brasserie

A maioria das pessoas quando estão em Edimburgo costumam almoçar / jantar na Old Town, geralmente em restaurantes e pubs localizados na Royal Mile e na Grassmarket.

b10_1024x675

Mas nesse post, eu vou apresentar um restaurante super legal, de uma rede britânica, que existem aos montes espalhados por todo o Reino Unido. O Browns Bar & Brasserie está localizado George Street, uma das ruas mais elegantes da New Town de Edimburgo.

b2_1024x757

Eu já tive oportunidade de almoçar ou jantar por ali inumeras vezes e sempre achei a comida muito boa.

O restaurante basicamente serve comida britânica, com um toque escoces no menu, com destaque para o famoso Fish and Chips.

b8_1024x768

Quem não quiser comer nada, existe a opção de se sentar no bar só para tomar uma cerveja ou até mesmo um whisky.

Como o restaurante abre de meio dia até a noite, ficando aberto durante a tarde, acaba sendo também uma boa opção para quem não quer se preocupar com o horário.

b9_1024x768

Dessa vez quando voltei a Edimburgo em novembro do ano passado, fiz questão de inclui-lo no meu roteiro. Recomendo muito!

Ah, eles ainda oferecem a opção de reserva, que pode ser feita diretamente no site, o que facilita muito, principalmente a noite, quando normalmente está lotado (nesse dia eu fui as 17:00 horas e ainda estava beem tranquilo).

b4_1024x768

Quanto ao atendimento, continua excelente! Inclusive, por ser um restaurante que servem pratos mais simplificados e menos elaborados, tudo é servido bem rapidinho.  É uma boa opção pra quem procura um restaurante baratinho, já que o prato principal + sobremesa + cerveja sairam por menos de 15,00 libras no meu caso.

O Browns Bar & Brasserie fica na 131-133 George Street, próximo a Charlotte Square e a uma quadra da Princes Street.

Grassmarket, a rua dos pubs em Edimburgo

Ao colocar os pés em Edimburgo, normalmente a maioria das pessoas vão querer saber onde rola o agito na cidade. Pode ter certeza que a resposta vai ser Rose Street ou Grassmarket.

A Grassmarket está localizada na Old Town, bem próxima a Royal Mile que é a principal rua dessa região da cidade.

Legenda: (A) acesso ao Castelo de Edimburgo por uma escadinha, (B) Grassmarket e (C) Well Bow Street.

Essa parte da cidade que um dia já foi famosa por ter sido palco de varias execuções públicas (decapitações), hoje em dia mantém um pouco dessa fama com as lojas de fantasia pro Halloween, com pubs que receberam nomes que fazem referência a alguma história macabra do passado e sem falar das empresas que oferecem ghost tour.

Além da existência de muitos pubs e restaurantes, outro fator que a torna essa área bem movimentada é o fato de que muitos e muitos hostels e hotéis estão localizados ali ou pela redondeza.

Nessa rua não existe nenhuma grande atração turistica propriamente dita, mas pra quem gosta de história e se interessa por Edimburgo,  o que podemos encontrar por ali são:

– pro lado onde fica o Castelo de Edimburgo, tem uma faixa na calçada sinalizando onde um dia existiu a Flooden Wall, que fazia parte da muralha que foi erguida ao redor da cidade a muito e muitos séculos atrás pra proteger a Edimburgo dos saques feitos pelos inimigos (os Ingleses, normalmente);

– e ainda, próximo a Cowgate fica o Bow Well uma espécie de poço (o primeiro a ser construido na cidade, no século 17) que fornecia água pra cidade. O engraçado é que ele fica literalmente no meio da rua e o mais engraçado ainda é que, pelo menos não enquanto eu estava morando lá, ninguém “atropelou” o poço.

Durante o dia é bem comum também encontrar bastante pessoas, principalmente turistas por essa região, pq dali também conseguimos bater ótimas fotos do Castelo de Edimburgo.

Os pubs mais populares da Grassmarket com certeza são o Last Drop, White Hart Inn e o Maggie Dickson’s. Eu fui uma unica vez no Last Drop e também tive a oportunidade de ir no Mulligans, mas nunca fui no Maggie Dickson’s, infelizmente.

Ambos os pubs que fui são bem legais e bem movimentados. Quando chega meia tarde, o Last Drop fica cheio de turistas. Já o Mulligans, recebe bastante turistas, mas como não tem esse apelo de histórias horripilantes do passado, fica como segunda opção. O Mulligans é bem espaçoso e tem musica ao vivo em algumas noites.

Ainda, pra quem quiser esticar a noite depois do pub, é só seguir a Well Bow Street, que é onde estão as boates mais famosas de Edimburgo, como a Espionage e a Liquid.

Ah, e antes que eu esqueça, acho importante comentar que, normalmente, a grande maioria dos pubs fecham as 23:oo horas ou no máximo a meia-noite, pouquíssimos pubs ficam aberto além desse horário. Então é bom ficar ligado!!

Grassmarket e o Castelo de Edimburgo ao fundo

A Grassmarket  é um daqueles lugares que definitivamente merece uma visita, é uma das regiões mais animadas da cidade.

%d blogueiros gostam disto: