Tag Archive | Liverpool

Nem só de Beatles vive Liverpool

Depois de fazer o Magical Mistery Tour, sai pra dar mais uma ultima voltinha pela cidade.

Saindo da Beatles Shop que fica na Mathew Street, em questao de poucos passos estamos no meio do Liverpool One. Inclusive dali, ja consegui avistar o meu proximo destino, a Radio City Tower.

Pra quem nao sabe, o Liverpool One pode ser considerado uma espécie de shopping a céu aberto, isso pq nessa area central da cidade e com passagem somente para pedestres estao as maiores redes de lojas de departamento do Reino Unido, assim como podemos encontrar muuuitas outras lojas, bares e restaurantes.

No caminho tem uma loja enorme do Liverpool, um dos times mais importantes do futebol ingles..

Pra chegar na Radio City Tower é bem facil, isso que a torre tem mais de 130 metros de altura e assim, podemos ve-la de quase todas as partes da cidade.

A torre, além de ser o local onde fica a principal estacao de radio de Liverpool, é também onde podemos ter uma das melhores vistas panoramicas de toda a regiao.

Em dias claros como naquele dia em que visitei, conseguimos ver até a costa norte do Pais de Gales. Da pra ver o complexo Albert Docks e a roda gigante que foi construida recentemente..

Também conseguimos ver varios pontos turisticos da cidade como, a Liverpool (Anglican) Cathedral..

A Liverpool Metropolitan Cathedral..

Na zona portuaria da cidade, ainda vemos o Royal Liver Building, que no topo de suas duas torres tem dois relogios, e muitas vezes sao comparados e chamados pelos locais como ‘Big Ben de Liverpool’…

Muitos aerogeradores que utilizam o vento para obter energia, existem aos mooontes por toda a costa da Gra-Bretanha. Nem poderia ser diferente, ne?? Afinal o que nao falta naquela ilha é vento!

Abre todos os dias do ano, a partir das 11:00 ate as 18:00. Nao precisa pre definir o horario, somente o dia. O ticket pode ser comprado online atraves do site oficial do Visit Liverpool.

Posts relacionados:

A Liverpool dos Beatles

Roteiro: Liverpool e Blackpool

Beatles Story – Albert Docks – Merseyside Maritime Museum e Liverpool One

Hard Days Night Hotel em Liverpool

Liverpool

Anúncios

A Liverpool dos Beatles

A primeira coisa que vem a cabeça ao pensarmos em Liverpool são os Beatles. E nem poderia ser diferente, a cidade respira e vive a banda desde a década de 60 quando o grupo foi formado.

Chegando no Albert Docks

A primeira vez que fui a Liverpool foi em janeiro de 2009, foram apenas 2 dias, que mal deram pro gasto.

E um dos lugares que eu queria muito voltar era no Museu Beatles Story, primeiro pq eu gosto bastante da banda e segundo pq na primeira vez a gente não presta muito atenção nos detalhes.

Eu já contei um pouquinho de como é o museu nesse post aqui, mas de lá pra cá, o museu não mudou muito e teve apenas algumas coisas acrescentadas a exibição.

Mas a principal diferença que eu notei foi quando já estavamos chegando quase no final, na parte dedicada a carreira solo de cada um dos 4 integrantes dos Beatles, a Going Solo.

Numa sala enorme, estão 4 painéis  em cada um dos cantos, e atrás estão pendurados na parede algumas fotos, um pouco da história da carreira de cada um, as capas dos discos e 0s objetos pessoais, que fizeram com que essa parte ficasse muito mais interessante!

 

A parte mais legal do museu ainda continua sendo a ala final que presta uma homenagem a John Lennon, com um piano e o tempo todo fica tocando a música Imagine, emocionante!

A lojinha também está um pouco maior e muitas outras opções de souvenirs, mas eu entrei lá apenas pra comprar umas camisetas pro pessoal lá de casa.

Mas o que eu realmente queria fazer na cidade era o Magical Mistery Tour que ficou faltando. O tour acontece todos os dias as 14:30 e aos sábados, domingos e feriados tem um tour extra as 12:00. Como eu fiz o tour no domingo, comprei meu ticket para o meio-dia. É altamente recomendado comprar online, pq vi muita gente tentando comprar la na hora e não tinha mais lugar, ambos os tours pra aquele dia tavam lotados. Lembre-se: o ônibus tem apenas 40 lugares!

O tour tem partida em frente ao Tourist Information Centre do Albert Dock, que fica bem do ladinho da Loja do Museu Beatles Story, é só ficar ali aguardando que o guia vem chamar o pessoal para levar até o ônibus.

O guia fala brevemente de como vai ser o tour, os lugares que vamos visitar e durante o caminho, enquanto ele não está contando algumas história ou curiosidade sobre a banda, estamos ouvindo Beatles como trilha sonora, ohhhh!!!

E o mais engraçado foi que, como eu fiquei mais pro final da fila, a hora que entrei no ônibus quase não tinha mais lugares vazios, e pra minha supresa dividi o banco com um brasileiro heheeheheheh muita coincidência! E o pior de tudo é estavamos falando em inglês até que ele me perguntou: Where are you from? e eu: Brazil.. A gente ficou rindo uns 5 minutos da situação! Os brasileiros estão em todas as partes meeesmo!

Basicamente o tour é feito em um ônibus idêntido ao que foi usado no filme dos Beatles e passa pelos principais lugares associados a banda, como por exemplo:

E começa pela rua Penny Lane…

Passando pela casa onde eles nasceram/cresceram…

Casa onde morou John Lennon

A casa de George Harrison

Paul McCartney morou aqui durante sua infancia

 Chegando em Strawberry Field..

Foram duas horas que nem vi o tempo passar. O tour termina na Mathew Street, bem perto do Cavern Club. E pra quem fez o tour, tem entrada gratuita no pub, legal né?!?!

Olha, eu acho que 99% das pessoas que visitam Liverpool já estiveram no Cavern, o bar é realmente muito popular e tá sempre lotado.

Ali já aconteceram mais de 200 apresentações dos Beatles. E se você espera pessoas super atenciosas no bar, já vai se preparando, o pessoal te atende como se estivesse sendo o maior sacrificio do mundo!

 

E pra não perder o ritmo, nessa mesma rua onde está o Cavern Club, fica o Beatles Shop especializada em vender produtos dos Beatles, lógico! E independentemente se forem souvenir ou produtos novos ou antiguidades, com certeza a gente acha alguma lembrancinha legal! Vale a visita!

Liverpool

Saimos de Edimburgo de manhã bem cedo e fomos pra Liverpool.. a viagem de carro dura aproximadamente 4 horas… as estradas estão em perfeitas condições e a paisagem é única!!!

Deixando a Escócia...

As paisagens...na estrada...

As paisagens entre a Escócia e a Inglaterra

O que chamou bastante atenção é que ao longo da beira da estrada não tem construções, postos de gasolina, lojinhas ou lanchonetes e/ou restaurantes, pois esse tipo de “serviço” é encontrado em uma área “exclusiva”, que a cada tantos km vc encontra uma área dessas perdida no meio do caminho.

O setor de serviços na estrada.. com restaurantes, posto de gasolina, banheiros...

Uma breve parada pra comprar algumas coisas.. e aproveitei pra tirar uma foto com a neve!!!

Chegamos em Liverpool, fomos largar as malas no hotel.. e o hotel escolhido foi: Hard Days Night, lógico (pra já ir entrando no clima)!!!! Almoçamos ali mesmo e saimos pra dar uma volta pela cidade…

Logo de inicio, a nossa programação não foi nada relacionada com os Beatles…

Liverpool é uma cidade que pertence ao condado de Merseyside, fica no meio da Inglaterra e está bem perto do País de Gales e do Mar da Irlanda. É a terceira maior cidade da Inglaterra com aproximadamente 450 mil habitantes!!!

Liverpool.. naquele ano, em 2008, foi escolhida a Capital Européia da Cultura!!

A cidade além de ser conhecida por causa dos Beatles, teve uma importante participação na história do país. A cidade começou a crescer por volta de 1229, quando o Rei John concedeu o alvará que transformou a pequena vila de pescadores em um municipio… assim, anos mais tarde, em 1229, o Rei Henry III concedeu aos pescadores e comerciantes o direito de vender sem pagar taxas para a coroa, e assim o porto de Liverpool se destacou.

Porém o a cidade recebeu o merecido destaque mesmo durante o século 18 quando o comércio com os países da América do Norte se intensificou, isso foi logo após a Grande Peste e o Grande Incêndio em Londres.

Outra coisa que também fiquei me perguntando é de onde veio o nome da cidade… e procurando pela internet achei o seguinte… “Nessa região úmida e cheia de pântanos e charcos (pools) existia uma ave chamada “Liver bird”, literalmente “pássaro de fígado”, em referência a cor vermelha de suas penas, assim… Liverpool significa “o Charco onde habita o Liver Bird”!!!!

Mas voltando ao que interessa.. a cidade pode ser dividida em três áreas básicas, em termos turísticos. O Centro, como em qualquer outra cidade inglesa, voltada principalmente para o comércio, a Mathews street e arredores, que é onde fica o famoso Cavern Club, região que forma a “Beatlelândia”, e  a região portuária Albert Docks.

Depois do almoço, fomos conhecer as duas Catedrais da cidade…  a Liverpool (Anglican) Cathedral e a Liverpool Metropolitan Cathedral!!!

A Liverpool Metropolitan Cathedral até lembra um pouco a Catedral de Brasília!! Ela foi
construída em 1967 e tem um design bem diferente das demais catedrais que se costuma ver aqui no Reino Unido. Tem uma forma arredondada e as suas cadeiras foram colocadas em forma de círculo, onde o altar fica no centro.

Liverpool Metropolitan Cathedral

Saindo de lá,  seguimos a pé para a Liverpool (Anglican) Cathedral que chama muito atenção pelo seu tamanho, ela é enooooorme… afinal, é a maior Catedral Anglicana do Reino Unido e do mundo!!!! Foi inaugurada em 1924 e tem estilo gótico.

Liverpool Anglican Cathedral

na Catedral

Lá é possivel ver uma maquete completa da Catedral e um video que mostra a evolução da sua construção e tudo isso fica num espaçõ chamado de Great Space!!!

Maquete da Catedral.. em Liverpool

Maquete da Catedral

Outra coisa que lembro que chamou atenção foram os detalhes bíblicos que ficam perto do altar. Pelo que li, a torre principal, de 101 metros, é aberta pra visitas, mas a gente não foi… pq tava muuuuito frio e ventava muuuuito naquele dia!!!

O altar

Detalhes do altar... e A Última Ceia!!

Depois dessas visitas, fomos direto para o The Cavern Club… o pub onde os Beatles tocaram muitas e muitas vezes (275 show, de acordo com a plaquinha que tem lá) no inicio da carreira.

The Cavern Club!!!!!

Como eu disse anteriormente, o Cavern Club fica na Mathew Street, na mesma quadra em que fica no Hard Days Night Hotel. O pub foi demolido nos anos 70, mas dizem que foi reconstruído usando os mesmos tijolos.

The Caveeeeern Club!!!

Perto do bar..

É basicamente um porão  com várias mesinhas e um bar onde os atendentes não são nada simpáticos!!!! Bom.. mas o primeiro show foi em 09 de fevereiro de 1961 e o último na noite de 3 de agosto de 1963.

O palco do Cavern Club... no Museu dos Beatles tem um palco igualzinho!!!

Vale a pena ir lá pelo menos uma vez na vida!!!

A principio a entrada é gratuita, a não ser que na noite tenha algum show, mas o valor é simbólico.. em torno de 2,00 libras!!!!

Um videozinho feito no The Cavern, em Liverpool.. sabe com qual música?

Melhor impossível, e ainda no final teve um “come on Braziiiilllllll” =)

Roteiro: Liverpool e Blackpool

Esse final de semana eu fui pra costa oeste da Inglaterra. Fui de trem diretamente para Liverpool e acabei indo conhecer Blackpool também. Eu já estive em Liverpool antes, mas em Blackpool ia ser a minha primeira vez. Um dos motivos que me fez voltar a terra dos Bealtes, foi pq ficou faltando fazer justamente mais alguns passeios relacionados a banda. E ainda achei bem interessante também conhecer uma típica cidade litoranea Inglesa, famosa por suas praias, por mais estranho que isso possa parecer!

Liverpool

Para chegar de trem até lá, não existe nenhuma empresa que faça o trajeto Edimburgo – Liverpool direto. A unica opção que achei foi com a Transpennine Express. Assim como as cias aéreas, as empesas de trem também tem acordos, e ao comprar o ticket no site da Scot Rail, a maior (e acho que unica) empresa de trem da Escócia, quando recebi o voucher de confirmação da compra, veio a informação que o trajeto seria operado pela Transpennine.

O trem parte da Waverley Station em Edimburgo, e como não tinha trem direto, podemos escolher entre fazer conexão em duas cidades: Preston ou Wigan (North), eu escolhi ir por Preston pq o tempo de conexão era um pouco maior, em torno de 20 minutos, já que eu não conhecia a estação e não sabia como ia ser pra achar a próxima plataforma.

O trajeto total, incluindo o tempo da conexão em Preston, tem duração de 3 horas e 40 minutos. Os trens da Transpennine são super bonitinhos, tanto por fora como por dentro e a cor da empresa é mantid,a e os bancos também são cor-de-rosa.

Em Liverpool, existem 4 estações de trem, mas eu preferi parar na Liverpool Lime Street Station, pq além de ficar bem localizada, ficava apenas 2 quadras do hotel que me hospedei.

Blackpool

O meu roteiro pro final de semana ficou assim:

– sexta-feira: depois de fazer o check-in no hotel, fui caminhar pela região de Albert Docks e aproveitei pra jantar por lá mesmo;

– sábado: fui pra Blackpool;

– domingo: fui visitar o Museu Beatles Story novamente e ali em frente ao museu, peguei o ônibus especial Magical Mistery Tour para conhecer a casa onde cada um dos Beatles morou, alguns lugares que eles se inspiraram para escrever algumas musicas, além de mais alguns lugares importantes. Antes de pegar o trem pra Edimburgo, ainda tive tempo de dar mais uma ultima voltinha pelo centro da cidade, passei pelo Cavern Club, e subi no deck de observação da Radio City Tower.

%d blogueiros gostam disto: