Arquivo | Roteiro 2 dias RSS for this section

O que fazer em 48 horas em Edimburgo?

Uns meses atrás eu escrevi um post com sugestões para quem tem apenas 24 horas na cidade. Eu sei que é um roteiro corrido e acho que Edimburgo merece um pouco mais de atenção. Então, continuando a série de sugestões de roteiros, nesse post vou escrever o que eu faria se tivesse apenas dois dias inteiros pra conhecer Edimburgo.

Normalmente a maioria dos hotéis e hostels estão a uma curta caminhada da Princes Street, então sempre acho legal começar qualquer roteiro por aqui.

Dia 01

A Princes Street é uma rua cheia de lojas e cafés de um lado e do outro lado da rua é onde fica o Princes Street Gardens. O parque é dividio pelo The Mound em duas partes, o East Princes Street Gardens e o West Princes Street Gardens. O parque é um ótimo lugar pra uma caminhada, pra bater fotos do Castelo de Edimburgo e pq não, se der sorte, vai ser possível até encontrar um ou vários esquilinhos por lá e se divertir por alguns minutos tentando bater foto deles. E eu já aviso, não é nada fácil.. eles são muito ligeiros!

Quem se interessar, no The Mound existem 3 museus: o Royal Scottish Academy, logo atrás fica a National Gallery of Scotland e subindo a colina, ainda é possível visitar o Museum on the Mound.

Seguindo pela Princes Street, já vai dar pra ver o Calton Hill de longe. Mas pode ficar tranquilo, pq o tempo de caminhada até lá é curto, uns 10 minutos mais ou menos.

Eu já apresentei o Calton Hill nesse post aqui, então, além de ver os monumentos, ainda podemos dar quase que a volta completa ao redor da colina. E olha, rende ótimas fotos de toda a cidade!

Saindo do Calton Hill pelo mesmo lugar que entramos, dá pra seguir caminhando pela Regent Road, um pouco mais a frente fica o St Andrews House, sede de algumas repartições pública do Governo Escoces.

Seguindo por essa rua, no lado direito vamos ver o Old Royal High School que é sede de outras repartições publicas, mas dessa vez relacionadas a prefeitura da cidade. Caminhando pelo lado esquerdo dessa rua, vamos ter ótimas vistas tanto da Old Town como da residência da Rainha Elizabeth, quanto do Holyrood Park e o Arthur’s Seat.

Um pouco antes de dobrar a direita para ter acesso a parte baixa da cidade, vamos ver o Burns Monument, um monumento que só abre no mês de setembro, em dias especificos, pois faz parte do evento Doors Open Days que acontece por todo o Reino Unido. Esse evento permite que as pessoas conheçam lugares que normalmente não estão abertos ao publico em geral durante o ano todo.

A primeira rua que aparecer e que der pra dobrar a direita, é ali mesmo que temos que ir. A primeira vista a area vai parecer meio estranha, mas pode ficar despreocupado, é bem tranquilo caminhar por ali.

Depois de passar por baixo de um viaduto, vamos sair na parte detrás do Palácio de Holyrood. O Palácio é a residência da Rainha Elizabeth II e de toda a familia real britanica quando estão em Edimburgo. Normalmente dá pra visitar, exceto quando qualquer membro da familia real está hospedado ali. No complexo, podemos visitar além do Palácio em si, as ruinas da Holyrood Abbey e a Queen’s Gallery.

Saindo do Palácio, bem em frente fica o edificio que até destoa na paisagem. Esse edificio de traços modernos é o Parlamento Escoces. Quem tiver interesse, ele também está aberto a visitação e a entrada é gratuita.

E pra terminar o dia em grande estilo (e se o tempo permitir), seria bem interessante subir uma das trilhas do Arthur’s Seat, de preferencia a que fica pro lado em que está a cidade, e la do alto, sentar e esperar o por do sol. Tenho certeza que vai render ótimas fotos!

A noite, existem vários pubs e restaurantes legais pra ir em Edimburgo. Se quiser algo mais tranquilo e sem muitos e muitos turistas indico ir até a Rose Street, agora se quiser algo mais movimentado, o ideal é ir até um dos vários pubs da Grassmarket.

Dia 02

Pra quem achou que eu tava ficando louca e ia deixar o Castelo de Edimburgo de fora do roteiro, pode se tranquilizar.

O segundo dia deve começar com uma caminhada até a Royal Mile, onde em uma das suas extremidades se encontra o Castelo de Edimburgo. A visita é paga, existe a opção de alugar um audio-guide pra facilitar o aproveitamento da visita.

Como o castelo não é formado somente por um edificio, eu reservaria pelo menos umas 3 horas pra visitar todo o complexo onde está o castelo. Ali podemos ver as joias da coroa escocesa, a Pedra do Destino que era o local onde os Reis e Rainhas escoceses eram coroados, além conhecer um pouco mais sobre as tradições militares escocesas. Também recomendo muito procurar pelo Castle View, de onde dá pra ver Edimburgo por completo e até o Firth of Forth (aquele “braço”de agua do mar do norte que invade as terras escocesas).

Saindo do castelo, duas otimas opções que ficam praticamente uma em frente da outra são: o Tartan Weaving Mill e o Scotch Whisky Experience. No Tartan Weaving Mill é possivel aprender um pouco sobre os tartans, os kilts e os clãs escoceses. E já que estamos respirando cultura escocesa, pq não visitar o unico museu sobre o principal produto escoces: o whisky.

Descendo pela Royal Mile, vamos passar por muitas e muitas lojinhas de souvenirs e lojas que vendem cashmere.

Dobrando a direita na rua antes de chegar na Catedral de St Giles, se seguirmos por ali vamos passar pela National Library of Scotland.. um pouco mais a frente, no lado direito, fica o Elephant House, um dos lugares mais famosos de Edimburgo. Foi ali que JK. Rowling costumava passar suas tardes tomando chá e escrevendo os livros da série Harry Potter.

Na proxima rua a esquerda, fica o National Museums of Scotland. São dois museus, o primeiro, um predio redondo mais moderninho é onde podemos ver objetos e coisas que pertenceram aos reis e rainhas escoceses.

No predio ao lado, de arquitura mais clássica, é onde fica o outro museu que faz parte desse complexo. Os dois principais destaques desse museu são: a arquitetura do seu hall principal e o clone da ovelha Dolly (fica no primeiro andar).

Voltando pela mesma rua, seguimos o passeio até a Catedral de St Giles, uma das principais igrejas da cidade. A visita é gratuita.

Pra quem gosta de ghost tour, nos arredores dessa igreja ficam varios cartazes e pessoas oferecendo seus ghosts tour, alguns acontecem somente em inglês, mas também existe outras opções de idioma.

E sem esquecer que logo ali do outro lado da rua fica o close mais famoso da cidade, o Mary`s King Close, o top dos ghost tours da cidade.

Pra finalizar o dia, existem vários pubs ao longo da Royal Mile, é só escolher um, pedir um fish and chips e aproveitar o resto da noite!

Posts relacionados:

Lista com todos os posts que eu já escrevi sobre Edimburgo

Airlink: a melhor opção para ir do aeroporto de Edimburgo até o centro da cidade

Todas as opções de transporte entre Londres e Edimburgo

Viajando de ônibus pela Escócia

Como ir de Londres a Edimburgo de Trem

Edimburgo: Onde é melhor se hospedar?

O que fazer em apenas 24 horas em Edimburgo?

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: