Tag Archive | Áustria

Hotel em Viena

Quando começamos a pesquisar os hotéis em Viena, uma coisa a gente já tinha definido: o hotel precisava ser próximo a uma estação de metro. E essa tarefa não foi muito dificil e nos acabamos optando por nos hospedar no Hilton Vienna Hotel, que ficava de frente para a estação Landstrasser Wien Mitte.

h16_1024x761

Como todos os hotéis de rede mundialmente conhecidas, esse hotel ainda tinha uma ótima localização, bem central e perto de praticamente todos os pontos turístico, fosse a pé ou indo de metro.

IMG_1062_1024x583

Uma das coisas que eu gostei bastante foi a facilidade e agilidade em fazer o check-in e em questão de poucos minutos já estavamos cada um nos seus quartos.

h8_1024x756

O quarto que eu fiquei, não tinha muito mistério, seguia exatamente o padrão Hilton, espaçoso e tinha uma cama queen size inteirinha só pra mim. Um outro ponto positivo desse hotel foi o fato de ter isolamento acústico nas janelas. E no caso do meu quarto, ainda tive o privilégio de pegar um quarto com vista para o parque e pro centro da cidade.

h1_1024x717

h3_1024x749

E pra quem acha importante, cada quarto tem a disposição roupão e chinelo, sem falar na TV LCD com diversas opções de canais internacionais de notícias (pra se interar do que anda acontecendo no mundo).

h2_1024x642

A minha diária incluia café da manhã, mas como não tenho costume de tomar café, não sei dizer como é o serviço e a variedade das comidas. Mas em compensação nós fomos jantar duas vezes no restaurante do hotel, o S’Parks Restaurant. Esse restaurante serve culinária internacional, o que nós permitiu variar um pouco, pois nos ultimos dias a gente só tinha pedido comida típica austríaca.

h5_1024x646

h6_1024x743

h10_1024x674

A única reclamação que tenho a fazer é com relação a internet wi-fi, que era cobrada a parte. E adivinhem o valor?!?! 22,00 euros/24 horas. Achei um absurdo! No penultimo dia que ficamos em Viena descobrimos que tinha como pegar internet wi-fi diretamente no site do hotel com o celular, sem solicitar na recepção. Claro que o valor também era cobrado a parte e saiu por 9,00 euros. Outro absurdo. Enfim, até quando hotéis ditos 4 e 5 estrelas vão cobrar pela internet? Hoje em dia o wi-fi já deixou de ser um produto de luxo e sim, uma necessidade.

Vista do meu quarto, com o Stadtpark em primeiro plano e ao fundo a Stephansdom

Vista do meu quarto, com o Stadtpark em primeiro plano e ao fundo a Stephansdom

No geral, nós gostamos bastante do hotel. A localização foi excelente. O fato de ter o metro próximo permitiu mais agilidade nos nossos deslocamentos. A limpeza dos quartos também estava de acordo com o esperado para um hotel dessa categoria. Recomendo!

O Hilton Vienna Hotel fica na Am Stadtpark 1, A – 1030, ao lado do Stadtpark e a 10 minutos caminhando da Stephansdom, a principal catedral da cidade.

** Se você gostou das dicas desse blog e quiser dar uma força reservando hotel  em Viena através do site do Booking, para iniciar as pesquisas, é  só clicar aqui. Obrigada!!! **

** Importante: Ao reservar um hotel através do site do Booking aqui pelo blog, será repassado uma comissão ao blog Contando as Horas **

** Não sabe como utilizar o site do Booking? Aqui vai um post bem detalhado sobre como escolher e reservar um hotel. **

Anúncios

Hotel em Salzburgo

Durante o planejamento dessa parte da nossa viagem pra Áustria, uma questão que ficamos em dúvida era: nos hospedar apenas em Salzburgo por 4 dias ou dividir a hospedagem entre Salzburgo e Innsbruck. Nós optamos em fazer um deslocamento a menos com as malas e resolvemos ficar os 4 dias em Salzburgo e fazer 2 bate-volta, um em Innsbruck propriamente dito e outro em Wattens, pra conhecer a fábrica/museu/loja da Swarovski. Em resumo essa nossa estratégia não foi muito boa, mas o importante é que no fim das contas deu tudo certo!

Então, como as opções de hotelaria em Salzburgo são relativamente grandes comparado com o tamanho da cidade, nos optamos por ficar hospedados no Centro Antigo, a poucos passos da Getreidegasse, principal rua de comércio da cidade. O hotel escolhido foi Best Western Hotel Elefant, inclusive essa foi a primeira vez que nos hospedamos em um hotel da rede Best Western.

H8_1024x735

A reserva foi feita pelo site do Booking com pelo menos uns 6 meses de antecedência (eu sei, eu sou meio maniaca por organizar todas as coisas relacionadas a viagem o quanto antes).

O hotel tem uma localização excelente, perto tanto do transporte público quanto das principais atrações da cidade. A única coisa que ficava um pouco mais longe era a Estação Central de Trem (do outro lado do rio), mas nada que uns 5 minutos de ônibus não resolvesse o problema.

H10_1024x711

O hotel fica em um daqueles edificios estilo antigão (construído no século 13!) que tem em boa parte das cidades européias. Tem apenas um elevador, então na hora de pico, principalmente durante o café da manhã e hora do check-out muitas vezes tive que utilizar a escada pra me locomover rapidamente.

H3_1024x744

Mesmo sendo um hotel que passou a pouco por uma reforma, ele tinha uma decoração um pouco ultrapassada . Imagine ver elefantes por todas as partes, de todos os tamanhos e cores possíveis e impossiveis. Pois bem, foi exatamente isso que aconteceu! Era elefante que não acabava mais, por todos os cantos, literalmente!

Os quartos também seguem o mesmo estilo do restante do prédio. Eu imagino que a reforma tenha sido mais pra trocar o ar-condicionado por split, a TV antigona por um LCD, o chuveiro no banheiro e tal. Enfim, o importante é que tudo estava impecavelmente limpo. Os quartos não eram muito grandes, mas ao menos o tamanho do banheiro era bem satisfatório.

H6_1024x758

Reparou no elefante até na gaveta?

Reparou no elefante até na gaveta?

O café da manhã estava incluido no valor da diária. Eu não tenho costume de tomar café da manhã, então isso não fez muita diferença pra mim, mas meus pais foram todos os dias e gostaram bastante. Inclusive minha mãe disse que o café da manhã deles segue meio que o “padrão brasileiro”, com opções bem variadas tanto de bebidas, bolos, pães e frios.

O hotel também oferecia internet wi-fi gratuito mediante um cadastro na recepção do hotel. A senha vinha em um cartão, onde era preciso digitar no iphone/notebook toda vez que queria conectar. A intensidade do sinal no meu quarto era boa (quarto tinha uma localização mais no meio do hotel), já os quartos mais nas “laterais”, como por exemplo o quarto em que ficou o meu irmão e minha cunhada, a internet não funcionava direito, pq o sinal era muito fraco.

H1_1024x750

Junto a recepção do hotel, no primeiro andar, tem um restaurante que serve comida típica austriaca, mas nós infelizmente não fomos nenhum dia.

O Best Western Hotel Elefant fica na Sigmund-Haffner-Gasse 4, na Altstadt (centro antigo) de Salzburgo. O hotel é bem perto de todas as principais atrações da cidade e fica a uma quadra do rio Salzach.

** Se você gostou das dicas desse blog e quiser dar uma força reservando hotel  em Salzburgo através do site do Booking, para iniciar as pesquisas, é  só clicar aqui. Obrigada!!! **

** Importante: Ao reservar um hotel através do site do Booking aqui pelo blog, será repassado uma comissão ao blog Contando as Horas **

** Não sabe como utilizar o site do Booking? Aqui vai um post bem detalhado sobre como escolher e reservar um hotel. **

Posts relacionados:

Roteiro: EuroTrip 2012 – Post Indrodução

Como andar de trem na Áustria e entre a Suíça e a Áustria

Chegando em Salzburgo

Restaurante em Salzburgo: Sternbräu

Restaurante Alt Salzburg

Salzburgo, a cidade de Mozart

Os jardins e uma Apresentação de Música Clássica no Palácio Mirabell

Áustria: O tradicionalíssimo Café Sacher

Roteiro: EuroTrip 2012 – Post Indrodução

Esse ano demorou pra passar, nem acreditei quando finalmente o dia 16 de outubro chegou e com isso a nossa EuroTrip 2012 começou! Mesmo eu já tendo morado em Edimburgo e viajado bastante nesse período, eu tava super nervosa (muito nervosa mesmo), principalmente na semana que antecedeu a viagem. Não sei exatamente o pq, já que eu tinha organizado, reorganizado, verificado, verificado tudo de novo, mas mesmo assim sempre tinha aquela sensação de que eu estava esquecendo de salvar os arquivos no email ou de imprimir alguma coisa importante. Vai entender!

Bom, eu já tinha escrito um post sobre o que basicamente iriamos fazer por lá, mas claro que os ajustes finais no roteiro só seriam possíveis depois de checar a previsão do tempo, que quer queira ou não, é um dos fatores mais importantes dependendo da atividade fossemos fazer.

Nessa viagem também eu resolvi inovar em dois quesitos:

– Primeiro: comprei passagem, reservei hotel, comprei as passagens de trem, os shows, concertos, musicais, enfim, comprei tudo por conta própria, ou seja, eu não utilizei agência de viagem em nenhuma etapa da programação das nossas férias (exceto o seguro viagem). Talvez isso explique um pouco o pq do meu nervossismo em excesso, se algo saísse errado eu teria que me virar pra resolver tudo sozinha. Mas graças a Deus, deu tudo super certo!

– Segundo: viajar com apenas uma bolsa e uma mala que se enquadrasse dentro do perfil para levar como bagagem de mão. Pra mim essa viagem teve a duração de exatos 30 dias (incluindo a viagem a Edimburgo que eu acabei decidindo ir de ultima hora), então quando a viagem já estava chegando lá pelo 20º dia, eu não aguentava mais ver nenhuma das minhas roupas! Parece exagero? Mas isso é a mais pura verdade.

Zurique

Mas vamos ao que interessa, o roteiro. A ordem da viagem permaneceu a mesma, claro. Só que com a previsão do tempo checada, podemos definir o que seria feito em cada dia. Entao basicamente ficou assim:

– 4 dias na Suíça: no primeiro dia fomos para o Liechtenstein já que teoricamente era o unico dia que marcava sol, e como ficariamos a maior parte do tempo andando ao ar livre por Vaduz (a capital), achamos que seria uma ótima escolha ir lá primeiro. A noite assistimos uma apresentação de ballet na Opernhaus em Zurique. No próximo dia, resolvemos ir pra Lucerna e subir nos Montes Pilatus e Stanserhorn. No terceiro dia fomos para Berna, a capital da Suíça e no ultimo dia ficamos em Zurique.

Castelo de Vaduz

O trecho entre Zurique e Salzburgo (nosso próximo destino) nos fizemos de trem. E mesmo tendo comprado as nossas passagens no site da SBB, empresa de trem da Suíça, nos acabamos fazendo esse trecho com a OBB, que é a empresa austriaca. Esse trecho apesar de looongo, algo em torno de quase 5 horas, nos nem vimos o tempo passar. As paisagens são lindíssimas e pode até parecer um exagero ficar sentada por quase 5 horas dentro de um trem, mas nos estavamos dando graças a Deus em poder descansar os nossos pés por um tempo.

Stanserhorn

– 4 dias em Salzburgo: no primeiro dia fomos para Innsbruck e subimos no Nordkette. A noite fomos assitir uma apresentação de música clássica na Sala de Marmore no Palácio de Mirabel. No dia seguinte, resolvemos fazer uma loucura inexplicável, que só de lembrar fico lamentando que o resultado final não foi 100%. Daqui uns dias quando escrever sobre esse passeio, todo mundo vai entender direitinho o que aconteceu. No terceiro dia fomos até a cidadezinha de Wattens, que é onde fica o museu/loja/fábrica da Swarovski. No ultimo dia ficamos em Salzburgo.

Os ursos em Berna

O deslocamento de Salzburgo pra Viena nos fizemos de trem também, com a empresa OBB, que é austriaca. O trajeto entre Salzburgo e Viena é mais curto, são apenas 2 horas e 40 minutos.

Nesse dia que fomos de Salzburgo pra Viena, aproveitamos pra dormir até um pouco mais tarde e descansar um pouco. Chegamos em Viena era meia tarde (15:44) e o único compromisso do dia era assistir a um Ballet, Quebra Nozes, na Staatsoper (Ópera Estatal de Viena).

Innsbruck

– 5 dias em Viena: onde ficamos 4 dias inteiros em Viena e fizemos um day trip para Bratislava, na Eslováquia.

Como eu já tinha escrito aqui no blog, nessa altura das férias a viagem teve duas direções: meus pais, meu irmão e minha cunhada foram pra Praga e eu fui pra Munique. O deslocamento entre Viena – Munique e Viena – Praga foi feito de trem. O tempo de viagem entre Viena e essas duas cidades é praticamente o mesmo, 4 horas e 4 horas e 30 minutos, respectivamente. Ambos os trajetos foram feitos com a empresa Austriaca OBB.

Café Sacher

– 2 dias em Praga: meus pais, meu irmão e minha cunhada ficaram só em Praga mesmo. Todos eles adoraram a cidade. Como eu já tinha ido lá no meu aniver de 2010, eu preferi passar a vez e fui me aventurar em outras terras. Mais pra frente vem um post sobre o que eles fizeram por lá.

Bratislava

– 3 dias em Munique: na verdade eu fiquei dois dias em Munique, sendo que em uma das manhãs eu fui pra Dachau, pra conhecer o campo de concentração e no terceiro e ultimo dia eu fui pra Nuremberg.  O que eu “vi” em Dachau e Nuremberg são partes lamentaveis da história da Alemanha, mas apesar de tudo, ambos os lugares se completam e deu pra entender direitinho esse terrivel capitulo dessa história. Bem interessante!

Munique e Dachau

– 5 dias em Londres: desses 5 dias programados pra Londres, 4 dias eu fiquei inteiros na cidade, sendo que em dois desses dias eu fui no WTM, World Travel Market, uma das maiores feiras de turismo do mundo. Ainda consegui assistir o Musical Let it Be, que presta uma homenagem aos 50 anos dos Beatles. Já no outro dia fiz um day trip para Norwich, a cidade da mostarda inglesa! Claro que os 4 dias que passei em Londres mal deram pro gasto. Tá ai uma cidade que eu poderia passar o resto da minha vida que não faltariam opções do que fazer!

Chá das 17:00 na Harrods

E aos 47 minutos do segundo tempo eu mudei minha passagem de volta pro Brasil e peguei um trem rumo a Edimburgo, na Escócia!!!!!!! Nem acreditei que em menos de um ano depois de ter deixado a cidade pra voltar para o Brasil, lá estava eu de volta! Claro que eu não poderia deixar passar a oportunidade de voltar lá! Então, como eu já estava ali pertinho, resolvi aliar a desculpa de que o meu aniver estava próximo (dia 15 de novembro, feriadão no Brasil) e a super vontade de voltar lá, eu pensei: Pq não? Dei um jeito e organizei toda a programação no trem e quer saber? Como muita coisa eu já sabia como fazer, como organizar e tudo mais, foi bem tranquilo. As 4 horas e 22 minutos do trajeto entre Londres e Edimburgo passaram voando e graças a boa qualidade do wi-fi dos trens da East Coast eu consegui reservar todos os passeios! Mesmo tendo sido apenas 4 dias inteiros e um pela metade, o que significa que foi super hiper mega rápido, eu adorei ter voltado a minha 2 casa (ou seria 3 casa? Curitiba não pode ficar de fora)!!

A programação em terras Escocesas ficou assim: no primeiro dia fiz um day trip para St Andrews, no dia seguinte fui para a região chamada de The Borders e nos ultimos dias fiquei em Edimburgo.

Norwich Cathedral

No total foram 6 7 países (Suíça, Liechtenstein, Áustria, Bratislava Eslováquia, Alemanha, Inglaterra e Escócia) pra mim e pro restante do pessoal lá de casa foram 6 países. Apesar de a grande maioria deles serem vizinhos (exceto Inglaterra e Escócia), as diferenças culturais são enormes. A estrutura de aeroportos, estrações de trem, os proprios trens e o transporte publico em geral são espetaculares.

A unica reclamação que temos a fazer é que em muitos museus e restaurantes na Áustria e na Alemanha as legendas são apresentadas apenas em alemão, o que não facilita muito a nossa vida, né?!?!

St Andrews, na Escócia

Nossa opinião final sobre o nosso roteiro: Nos gostamos muito de conhecer todos as cidades por onde passamos. Montamos base em cidades estrategicas e tentamos aproveitar ao máximo nossos dias fazendo bate e volta. Essa foi a primeira viagem em familia que incluimos várias cidades no roteiro para um bate e volta. Hoje em dia depois de voltar da viagem e fazer aquela analise geral de tudo o que fizemos por lá, chegamos a conclusão que mudariamos apenas duas coisas nesse roteiro: precisariamos ter tido um dia a mais na Suíça e ao invés de ficar 4 dias em Salzburgo, nos deveriamos ter dividido essa parte da viagem da seguinte forma: 2 dias em Innsbruck e 2 dias em Salzburgo. Se fosse dessa forma teria ficado perfeito! Mas de qualquer forma, o importante é que deu tudo certo e nos aproveitamos muito!

Ah, e é claro que eu poderia ter ficado mais tempo em Edimburgo também, não seria nada mal, não é mesmo?!?!?! =)))

Obs.: Como já deu pra perceber, nos próximos meses vamos ter assunto de sobra aqui no blog!

Roteiro: EuroTrip 2012

Are yoooouuuu ready?? Please, prepare for take off!! =))

Nossa, nem acredito que esse dia chegou!!! Quando este post for ao ar, espero já ter desembarcado no aeroporto de Heathrow e já ter pego a minha conexão rumo a Zurique, na Suíça!

Claro que o plano inicial dessa viagem não incluia a minha pessoa, afinal, eu já tinha viajado toda a minha cota para os próximos 10 anos, segundo o meu pai. Mas seria impossível eu me conformar calada, bati o pé e consegui! Eu vou também! o/

Não teria a menor graça eu organizar toda a viagem pra eles, comprar todos os tickets e ficar de fora, não é mesmo?

Essa viagem vai ser em familia, portanto, estaremos em 5 pessoas no total, além dos meus pais e meu irmão, a minha cunhada vai também!

Nós resolvemos fazer trechos diferentes com cias aéreas diferentes pq apesar da viagem ser em familia, o final dessa viagem não vai ser o mesmo pra todo mundo.

Sendo assim, eu vou viajar de British Airways e o restante do pessoal vai de TAP. Ambos vamos precisar fazer conexão para chegar no nosso destino final (ou seria incial?) que será Zurique, na Suíça.

Então, o roteiro dessa viagem ficou assim:

– 4 dias na Suíça (na parte alemã do país), com direito a um day trip para o Liechtenstein. Ainda vamos assitir um espetáculo de ballet por lá também;

De Zurique vamos pegar um trem com a SBB até Salzburgo, na Áustria.

– 4 dias em Salzburgo, sendo que ficaremos 2 dias inteiros na cidade e nos outros dois dias faremos passeios pela região;

De Salzburgo até Viena vamos nos deslocar de trem também, dessa vez vamos com a empresa austriaca ÖBB.

– 5 dias em Viena, onde ficaremos 4 dias inteiros na cidade e um dia vamos para Bratislava, na Eslováquia. E realizando o sonho da minha mãe, vamos assistir um concerto na Sala Dourada, no Musikverein.

A partir desse momento, a viagem vai ter duas direções:

– meus pais, meu irmão e minha cunhada seguem para Praga, antes de pegarem o voo de volta ao Brasil;

–  e eu? bom, a minha viagem ainda não termina por aqui.. vem mais coisas por ai! No momento certo eu conto os detalhes!

Ah, e pra quem acha que o blog vai ficar as moscas nesse tempo da viagem, o blog não vai ficar abandonado não. Alguns posts estão programados para ir ao ar nos próximos dias. E o assunto? Edimburgo e Paris!!

Obs.: no decorrer da viagem, quando possível, eu vou atualizando o Facebook e o Twitter com as novidades!

%d blogueiros gostam disto: