Arquivo | Eurostar RSS for this section

Eurostar: Como ir de Londres a Bruxelas de trem

Existem diversas opções para ir do Reino Unido ao continente Europeu, como por exemplo: avião (Londres é servida por 6 aeroportos atualmente), trem e ferry. Nesse post em especifico vou falar do trem Eurostar, que liga Londres a Bélgica ou a França através do Canal da Mancha.

A única vez que utilizei o Eurostar foi numa viagem que fiz entre Londres e Bruxelas e gostei bastante dessa opção.

Andar de trem na Europa sempre foi uma prioridade pra mim, mas o Eurostar foge um pouco a regra dos demais trens, então aqui vão algumas informações importantes antes de qualquer coisa:

Estação de St Pancras em Londres, de onde sai o Eurostar

Estação de St Pancras em Londres de onde sai o Eurostar

– É preciso passar pela imigração;

– É necessário passar pelo controle de segurança (as malas também), mas é mais “light” do que nos aeroporto;

– Eu acho interessante chegar com pelo menos 40 minutos a 1 hora de antecedência pra fazer tudo com bastante calma.

As principais vantagens de viajar no Eurostar na minha opinião são:

– as passagens podem ser compradas com quatro meses de antecedência, geralmente um mês a mais que a grande maioria dos demais trens;

– os trens são de alta velocidade, ou seja, podem chegar até 300 km/h;

– oferece mais de 10 partidas diárias para Bruxelas e por volta de 20 partidas para Paris, são opções de horários que não acabam mais;

– quanto antes as passagens forem compradas maiores são as chances de se conseguir um preço excelente;

– quem for pra Bélgica, assim como eu, é possível seguir viagem no metro de Bruxelas sem pagar a mais por isso.

Como é o Tunel por onde passa o Eurostar?

Como é o túnel por onde passa o Eurostar?

** Comprando as passagens **

As passagens de Eurostar podem ser compradas pela internet, em máquinas ou nos guiches de atendimento nas estações.

Na minha opinão, a melhor opção é comprar diretamente no site do Eurostar, dando prioridade para a versão inglesa, francesa ou belga onde o trajeto vai começar. No meu caso, como a viagem começou em Londres, eu comprei o minha passagem na versão inglesa do site.

O site do Eurstar é bem fácil de lidar e é totalmente possivel escolher o vagão, a classe de preferência (primeira ou segunda) e reservar o assento. Sendo assim, ao chegar na estação, só é preciso se preocupar em passar pela imigração e pelo controle de segurança.

Após a compra, as passagens são enviadas por email, então é só imprimir e pronto. Não é necessário trocar um voucher na estação, o que facilita e agiliza muito a nossa vida.

Obs.: quem quiser comprar o ticket um site em português, apesar de eu nunca ter utilizado, é possível através do site da RailEurope.

Estação de St Pancras, em Londres

Estação de St Pancras, em Londres

** Estação de St Pancras, em Londres **

Todos os trens do Eurostar, independentes de terem destino final a Bélgica ou a França ou qualquer outro país onde seja possível seguir viagem, sempre vão partir da Estação de St Pancras, em Londres.

Essa é uma das estações de trem mais modernas de Londres e fica numa área bem central da cidade, onde é possível chegar tanto por metro ou ônibus.

Essa estação fica nos arredores de algumas atrações importantes da cidade, como: Museu de Cera Madame Tussauds e a Biblioteca Britânica.

SONY DSC

** Check-in, Imigração e Controle de Segurança **

Independente do destino da viagem (nesse caso do Eurostar, todos os destinos serão internacionais), a maioria das pessoas acabam achando que é como andar em outro trem qualquer e muitas vezes acabam perdendo a viagem. Então pra quem ninguém tenha problema, já aviso:

– é obrigatório fazer check-in antes, com pelo menos 40 minutos de antecedência do horário marcado pro trem sair. O check-in é bem simples e é feito na hora de entrar na parte reservada ao Eurostar na estação de St Pancras, ou seja, passando pelas catracas, ao encostar o bilhete no leitor optico, o check-in estará automaticamente feito. Simples, não?;

– é necessário passar pela imigração também. O processo é mais ou menos igual ao dos aeroportos, portanto é necessário levar passagens (de trem ou aérea) que comprovem que vai deixar o país, reserva de hotel, outros trechos de trem (caso a viagem siga pra outros países europeus ou Escócia e País de Gales), enfim, tudo o que julgar necessário e que comprovem que não há intenção de permanecer no país de destino.

Obs.: quem tiver saindo de Londres vai passar pela imigração Belga (como foi o meu caso) e quem estiver indo pra França, obviamente passará pela imigração francesa ainda em território britânico. E no sentido contrário, vindos de Bruxelas ou de Paris, será necessário passar pela imigração inglesa.

– o controle de segurança é mais simples do que o de aeroporto. Não há necessidade de se preocupar com o limite de 100 ml de liquidos na bagagem, mas tanto nós como as bagagens, somos obrigados a passar pelo raio-x.

Essa foto aqui não está muito boa, mas só pra mostrar que o checki-in é feito ai

Essa foto aqui não está muito boa, mas só pra mostrar que o checki-in é feito ai

** Sala de espera e Embarque **

Depois de passar pela imigração e pelo controle de segurança, entramos na “Sala de espera” do Eurostar. Essa sala é mais ou menos um salão enorme, cheio de bancos e mesinhas com tomadas pra usar o computador ou carregar equipamentos eletrônicos. Nessa área existe conexão wi-fi gratuito também. E além de banheiros, também tem alguns bares, cafés e restaurantes.

Sala de Embarque

Sala de Embarque

Sala de embarque

Sala de embarque

Ficamos esperando ali até que a plataforma de acesso aos trens sejam liberadas. Quando isso acontecer, vai ser anunciado tanto nos auto-falantes quando nos painéis. O acesso a plataforma é feito através de uma escada rolante.

Na plataforma, a primeira coisa que eu fiz foi procurar na minha passagem qual era o vagão que eu iria viajar. Ai é só ir olhando pro chão, pois vai ter algumas plaquinhas indicando qual vagão (coach/voiture) eu tinha que entrar.

Ai é só procurar um lugar pra deixar a mala e ir até o assento já reservado. Muito simples e prático. Uma dica: quando o acesso ao trem tiver liberado (quem tiver com malas maiores) é bom não marcar bobeira e se direcionar a plataforma o quanto antes, pq assim a possibilidade de achar um lugar pra acomodar a mala nos locais apropriados que ficam nas extremidades de cada vagão são maiores.

Localizando o vagão na plataforma

Localizando o vagão na plataforma

** As classe do Eurostar **

O Eurostar tem a configuração de três classe, são elas: Standard, Standard Premier e Business Premier. Eu optei por fazer esse trajeto na Standard Premier.

Mas as principais diferenças entre elas são:

– Standard: é mais conhecida como a famosa “segunda-classe”. A configuração do vagão vai ser 2-2, ou seja, 2 poltronas – corredor – 2 poltronas. Vai ter apenas um banheiro masculino e feminino junto e apenas um lugar pra guardar as malas maiores em uma das extremidades do vagão. A grande maioria das cadeiras são “estilo avião”, pouquissimas (acho que 2 ou 4) vão ser na configuração com mesinha no meio. Não tem tomada pra carregar os equipamentos eletronicos.

– Standard Premier: basicamente é a primeira classe, mas sem muitos privilégios. A configuração do vagão vai ser 2-1, então serão: 2 poltronas – corredor – 1 poltrona. Também vai ter apenas 1 banheiro (para uso masculino e feminino juntos) e três lugares pra guardar as malas nas extremidades do vagão. Somente as cadeiras das extremidades do vagão vao ter mesinhas  e é bom cuidar as poltronas sem mesinhas no meio, porque ficam diretamente de frente pra outras pessoas. Todos os vagões nessa configuração vão ter tomadas, assim dá pra carregar o celular ou a camera ou o notebook.

– Business Premier: tem a mesma configuração da Standard Premier. Na verdade, na prática, as vantagens dessa classe são mais com relação a politica de cancelamento (que é mais flexivel), dá acesso a area vip na sala de espera na estação de trem, e o check-in é prioritário e pode ser feito até 10 minutos antes do trem partir e “só”, o resto é tudo igual a Standard Premier.

Obs.: na hora de comprar a passagem através do site do Eurostar, nos mesmos podemos escolher a nossa própria poltrona.

Eurostar poltronas_1200x883

** Tempo de viagem **

Partindo de Londres, o Eurostar possibilita viajar de forma direta para:

– Bruxelas, na Bélgica onde o tempo de viagem pode variar de 1 hora e 50 minutos até 2 horas e 1 minuto. Durante o trajeto que fiz, o trem parou apenas duas vezes e bem rapidinho (menos de 3 minutos) somente para embarque e desembarque de pessoas nas estações de Ebbsfleet (que fica na Inglaterra) e na Lille Europe (que fica na França).

– Paris, na França onde o tempo de viagem varia de 2 horas e 15 minutos a 2 horas e 30 minutos.

– E mais: Calais e Lille, na França e ainda é possível seguir viagem para outros países (como Holanda e Alemanha) a partir de Bruxelas e de Paris.

O trajeto: Londres - Bruxelas

O trajeto: Londres – Bruxelas

** A experiência de andar de Eurostar **

Como eu disse anteriormente, eu optei por viajar na classe Premier Standard, que é a primeira classe do Eurostar, sem alguns beneficios (já descretas no item “As classes do Eurostar”).

O trecho que o Eurostar percorre na Inglaterra é bem rápido, acho que dura mais ou menos uns 30 minutos, no máximo. Ai quando o trem está perto de entrar no Canal da Mancha, começam a servir as comidas. A unica forma de identificar que estamos passando pelo túnel é que tudo fica relativamente escuro, ou seja, sem paisagem pela janela. Esse trajeto no tunel é bem rápido, não dura mais do que 20 minutos. Perfeito pra almoçar.

Como eu optei por viajar no horário perto das 13:00, a refeição servida, que já estava incluida no no valor da passagem, foi o almoço, claro.

Primeiro vem uma entradinha acompanhada de bebida (que pode ser vinho, refri, cerveja, água, chá entre outros) e logo na sequencia vem o prato princial com a sobremesa (duas opções são oferecidas para escolher). A comida é boa e o serviço de bordo é excelente.

A gente nem termina de almoçar direito e já estamos na França, pois existe apenas um unico ponto de entrada no continente Europeu. Ai o trajeto se bifurca e cada trem segue o seu caminho. Portanto, depois de uma breve parada em Lille, o trem segue o seu caminho pra Belgica e por fim, chega em Bruxelas.

No geral eu achei bem tranquilo viajar de Eurostar. A unica coisa a se “preocupar” é com o check-in e não esquecer de que vai ser preciso passar na imigração, mas fora isso, é tudo completamente igual a qualquer outro trem por ai. Os trens são bem novos, estão em excelente estado e são bem confortáveis (as poltronas reclinam um pouco até). Gostei bastante da experiência e recomendo!

Eurostar comidas_1200x900

** Bagagem **

Por regra, segundo o site do Eurostar, cada pessoa pode levar 2 malas e mais uma bagagem de mão. Mas nunca vi ninguém verificar isso. Nessa viagem que fiz, eu tava só com uma mala pequena e um mochila, não tive nenhum problema.

O espaço destinado as bagagens maiores ficam nas extremidades dos vagões. A maioria das pessoas que viajam de trem na Europa não costumam levar a casa inteira na bagagem, ou seja, 1 ou 2 malas no máximo.

Eu aconselho fortemente a não levar malas gigantes, pq é bem dificil encontrar lugar pra acomodá-las. Quando eu viajei de Londres a Bruxelas eu tava apenas com a minha famosa malinha roxa, e consegui achar um cantinho pra ela sem problemas. E ainda carregava minha mochila com os apetrechos eletronicos (maquinas fotograficas e notebook) e os documentos, que coloquei no compartimento acima do meu banco.

Obs.: não há nenhuma restrição quanto a quantidade de liquidos como acontece nos aeroportos (produtos com até 100 ml na bagagem de mão), então não há necessidade em se preocupar com isso.

Desembarcando em Bruxelas

Desembarcando em Bruxelas

** Estação Brussels Midi, em Bruxelas **

Como a imigração já foi feita em Londres, ao chegar em Bruxelas, é só pegar as malas e sair do trem em direção ao metro ou ir direto pro centro de Bruxelas.

Todos os trens do Eurostar vão desembarcar na Estação de Brussels Midi. Quando eu estive lá, a estação estava passando por obras, então não sei a quantas anda essa questão. Saindo da plataforma de desembarque do Eurostar, a melhor forma de chegar até a linha do metro pra quem estiver com mala é atraves do elevador.

Como eu disse no inicio do post, quem quiser incluir o trecho do metro para qualquer estação dentro de Bruxelas é necessário selecionar na hora de comprar o ticket do Eurostar a opção “Any Belgian Station”.  E o melhor de tudo, não é cobrado nada a mais por isso. Então fica a dica!

E foi justamente isso que eu fiz, optei por seguir viagem até a estação principal de trem/metro de Bruxelas, a estação “Brussels Centraal”, de onde fui caminhando até o hotel em que me hospedei nessa viagem, o Novotel Brussels Off Grand Place (tema pra outro post) que fica a meia quadra dali. Melhor localização, impossível!!

Posts relacionados:

Mini-guia para viajar de trem pela Escócia e norte da Inglaterra

Como ir de Londres a Edimburgo de Trem

Passo a passo pra comprar uma passagem de trem entre Londres e Edimburgo

Andando de ICE – O trem de alta velocidade da Alemanha

Como andar de trem na Áustria e entre a Suíça e a Áustria

%d blogueiros gostam disto: