Arquivo | Roteiro 1 dia RSS for this section

O que fazer em apenas 24 horas em Edimburgo?

Um roteiro ideal para Edimburgo deveria ter pelo menos 3 dias (ou 4?), isso para poder aproveitar bem a cidade e fazer tudo com calma. Se a intenção for visitar cidades nos arredores ou até mesmo fazer um bate-volta as Highlands ou visitar uma destilaria de Whisky, o ideal mesmo seria ficar uns 5 dias.

Eu sei que muitas vezes a Escócia não é o foco principal da viagem, geralmente Londres se encarrega disso e muito bem, e que também o tempo/dias disponíveis são as coisas mais importantes numa viagem e nem sempre conseguimos distribuir tudo da melhor forma possível.

Ai vem uma pergunta que eu fiquei me fazendo antes de escrever esse post… Realmente vale a pena passar apenas 24 horas em Edimburgo? Eu poderia dizer que não ou eu poderia dizer que sim, mas na verdade essa resposta vai depender muito da curiosidade e vontade de cada um em conhecer a cidade.

Um dos pontos positivos de Edimburgo é que, independente da época em que resolvermos ir, se tem feriado ou não, pouquíssimas coisas fecham (exceto no Ano Novo, que é um caso a parte).

Para escrever esse post, li os roteiros sugeridos pela Lonely Planet e pelo Edinburgh – Inspiring Capital (site oficial de turismo da cidade), e confesso que achei os dois roteiros sugeridos bem corridos, mas as sugestões são totalmente válidas e já são um excelente ponto de partida.

Mas na minha opinião, conhecer a capital de um país onde teoricamente vamos ver um pouco de tudo que a cultura daquele lugar oferece seria besteira querer fazer tudo correndo e passar batido em lugares importantíssimos daquele lugar.

Então, se alguém algum dia me pedisse o que seria imperdível fazer em Edimburgo em apenas 24, a minha sugestão seria essa:

Os principais pontos turisticos da cidade se concentram todos no centro da cidade e estão espalhados tanto pela New Town (minoria) como pela Old Town (a maior parte) e alguns (muito poucos) estão em outras áreas da cidade.

Legenda: (A) Princes Street, (B) Galeria Nacional da Escócia, (C) The Mound, (D) Royal Mile e (E) Castelo de Edimburgo.

O ideal é começar caminhando pela Princes St até chegar na Galeria Nacional Escocesa, subir o The Mound e seguir direto para o Castelo de Edimburgo, o principal símbolo da Escócia. Lá, além das Jóias da Coroa e a Pedra do destino (lugar onde aconteciam as coroações dos Reis Escoceses), também podemos ver o Royal Palace, que é onde ficam os aposentos reais e o quarto onde nasceu o futuro Rei James IV e I.

Saindo do Castelo, seguindo pela Royal Mile, no lado direito já vemos o Scotch Whisky Experience, o único “museu” sobre o principal produto escoces, o Whisky.

Legenda: (A) Castelo de Edimburgo, (B) The Scotch Whisky Experience, (C) The Elephant House e (D) Museu Nacional da Escócia.

Um lugar legal para fazer um lanche rápido é o The Elephant House, lugar onde a escritora J.K Rowling começou a escrever os livros do Harry Potter. O lugar é bem legal, as comidas são boas (apesar de um pouco caras), tem uma coleção gigaaaante de elefantes espalhados por todos os lados e sem falar na vista do Castelo de Edimburgo, perfeita! Para ir até lá, é só seguir pela Royal Mile e quando chegar na George IV Bridge (que não é uma ponte), é so dobrar a direita. Pelo caminho tem o Hotel Missoni, que é legal para parar e bater uma foto dos atendentes vestidos de kilt e no lado contrario da rua fica a National Library of Scotland.

A partir daqui existem duas opções (ou se fizer rapidinho, dá pra ir nas duas): seguir até o Museu Nacional da Escócia ou voltar até a Royal Mile e seguir caminhando até chegar na outra extremidade.

O Museu Nacional da Escócia tem uma vasta coleção de objetos de muitas partes do mundo, além de contar um pouco da história do país através de alguns objetos encontrado ao longo dos séculos. Mas o principal destaque mesmo fica por conta da Ovelha Dolly, que pra minha surpresa e de muita gente foi clonada lá mesmo na Escócia.

Seguindo pela Royal Mile, exitem lojinhas ótimas que vendem todos os tipos de peças de cachmere, lojinhas de whisky e não deixe de reparar nos “Closes” (as pequenas passagens que ligam a Royal Mile a ruazinhas estreitas com lugares misteriosos e inesperados).

Chegando na outra extremidade da Royal Mile é impossível não ver de cara o Parlamento Escocês, com sua arquitetura totalmente moderna e que destoa um pouco da clássica e tradicional arquitetura dos edificios da Old Town. É possível visitar o parlamento e a visita é bem curtinha. Em uns 20 a 30 minutos dá pra ver de perto  que além da parte externa, a parte interna tbm é super moderna e diferente.

Em frente ao Parlamento, atravessando a rua, fica o Palácio de Holyrood, a residência oficial da Rainha Elizabeth II quando está em Edimburgo. É sempre bom consultar o site pra ver se justamente naquele dia o Palácio não vai estar fechado. Sempre que a Rainha ou qualquer membro da familia real estão na cidade, o Palácio não abre pra visita.

Old Town em Edimburgo

E pra terminar o dia, nada melhor do que ver toda a cidade do alto do Arthur’s Seat, um vulcão extinto e que hoje serve como um bom lugar para caminhadas. Existem três trilhas principais que são sugeridas pelo Holyrood Park, e a mais simples é a que começa logo em frente ao estacionamento que tem ao lado (direito) do Palácio de Holyrood. Chegando lá, vemos duas trilhas, o bom é seguir a trilha que fica pro lado onde está toda a cidade e o Parlamento. Vai render ótimas fotos e se tiver sol, o por do sol é simplesmente maravilhoso!

Calton Hill visto do topo do Arthur’s Seat

A noite, dependendo do horário, ainda é possível caminhar com calma pela Princes Street, onde estão algumas lojas e seguir até a St Andrew’s Square e ali procurar pelo Multrees Walk, um lugar cheio de lojinhas com marcas mais famosas.

E na hora do jantar, uma boa opção são os muitos pubs que estão na Rose Street, inclusive essa rua “começa” na St Andrew’s Square e vai até a Charlotte Square ou então seguir até a Lothian Road onde existem muitos restaurantes ou ir até a Grassmarket, onde estão os pubs mais frequentados da cidade.

Posts relacionados:

Lista com todos os posts que eu já escrevi sobre Edimburgo

O que fazer em 48 horas em Edimburgo?

Edimburgo: Onde é melhor se hospedar?

Edimburgo: Um tour pela Royal Mile

Mini-guia para passar o Natal e Ano Novo em Edimburgo

Mini-guia para viajar de trem pela Escócia e norte da Inglaterra

Intercâmbio: Os Intermináveis 5 minutos na imigração em Londres!

%d blogueiros gostam disto: