Tag Archive | Curitiba

Passageiro do Preto e Branco

Algum dias atrás eu tinha ouvido falar sobre o fotógrafo Flávio Damm e coincidentemente na semana passada li uma reportagem de que ele estava fazendo uma exposição aqui em Curitiba. Achei que seria uma boa oportunidade pra conhecer um pouco mais do trabalho dele.

Aqui em Curitiba está em cartaz a exposição Passageiro do Preto e Branco, na galeria do Caixa Cultural Paraná.

O gaucho Flávio Damm decidiu que queria ser fotografo aos 11 anos de idade. Vendo as fotos da Segunda Guerra Mundial em um jornal, questionou seu pai sobre como o jornal conseguia aquelas fotos. O pai dele prontamente respondeu que somente os soldados que estavam em guerra que conseguiam tirar aquelas fotos. A partir daquele momento Flávio já sabia que queria fotografar para poder compartilhar imagens de coisas das quais a maioria das pessoas não tinham acesso.

Teve passagem por diversas revistas de nivel nacional importantes, até que resolveu embarcar na maior “viagem” de sua vida: fotografar cenas do cotidiano por algumas cidades européias.

A exposição mostra justamente um pouco do resultado dessas andanças que Flávio fez pela Europa. A mostra Passageir do Preto e Branco é uma retrospectiva que mostra através de 80 fotos o trabalho do fotografo entre 1946 até hoje em dia.

Como o próprio nome da mostra já sugere, todas as fotos estão em preto e branco e ainda, nenhuma delas sofreram cortes ou edição.

São fotos do dia a dia de pessoas em Paris, Sevilha, Lisboa, Londres, Madri e uma boa parte da coleção é dedicada ao nordeste brasileiro, principalmente a Bahia.

No dia que eu estive lá, tinha um grupo relativamente grandinho escolar visitando a galeria também, com isso demorei um pouquinho pra conseguir ver tudo. Mas no geral, a visita a exposiçao não dura mais do que 30 minutos. Então, fica a dica!

A exposição Passageiro do Preto e Branco esta em cartaz desde 21 de agosto e vai até 21 de outubro, de terça a domingo. A entrada é gratuita. Caixa Cultural Paraná fica na rua Conselheiro Laurindo, 280, no centro de Curitiba (bem próximo ao Teatro Guaíra.

Anúncios

Praça Tiradentes – onde Curitiba foi fundada a 319 anos atrás

Em 29 de março de 1693 Curitiba foi fundada. O local mais propício pra isso acontecesse era a antiga praça Largo da Matriz, onde até então fica a Vila Nossa Senhora da Luz e Bom Jesus dos Pinhais. O tempo passou e hoje essa praça passou a se chama Praça Tiradentes e essa antiga vila se transformou na capital do Paraná, Curitiba.

A Praça está localizada bem no centrão da cidade, entre a Rua XV de Novembro, o Paço da Liberdade, Mercado das Flores e o Largo da Ordem. Mesmo rodeado de tantas atrações, quase sempre passa batido, ficando fora do circuito de visita dos turistas em Curitiba.

Existem 3 atrações de destaque na praça própriamente dita:

– O Marco Zero da cidade, de onde são medidas todas as distâncias em Curitiba, assim como mostra as direções de Paranaguá, Santa Catarina e São Paulo a partir de Curitiba.

– Estátuas do Presidente Getúlio Vargas (que além de minuscula, fica bem no meio da praça), Marechal Floriano Peixoto (na “esquina” pro lado esquerdo), e Tiradentes (localizado na “esquina” pro lado direito).

– Calçada Histórica. A pouco tempo atrás, durante obras na praça,  foi encontrado alguns vestigios e consequentemente alguns objetos que dizem ser da época em que Curitiba foi fundada. Bom, pra preservar o local, a solução encontrada foi cobrir esse trecho com uma calçada de vidro. Essa cálçada de vidro fica bem no centro da Praça Tiradentes. No dia que eu passei por ali, confesso que não entendi muito a lógica de manter a calçada de vidro, pq  afinal, ao olhar através delas, eu não vi nada demais. Claro que os objetos encontrados, como facas, moedas e alguns utensílios não estão ali, ao menos eu não vi nada disso por la. Mas… foi boa a intenção de preservar o local onde os objetos foram encontrados.

Já ao arredor da Praça Tirandentes, ainda podemos ver mais alguns atrativos da cidade, como:

A Catedral Basílica Menor de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, ou simplesmente, a Catedral de Curitiba. Antigamente nesse mesmo espaço onde ela está localizada ficava a Capela onde fica a Imagem da Santa Padroeira da Cidade, na época em que a cidade foi fundada. Seu estilo neo-gótico e pintura bege é inconfundivel. Infelizmente no dia que eu estive lá, tinha umas placas bloqueando a entrada da Igreja. Fiquei meio sem entender o que estava acontecendo, mas esses dias vi no jornal que a Catedral tava fechada pra restauração e que vai ser reaberta ao público essa semana, no dia 06 de setembro.

E ainda tem o Relógio Solar, que fica na fachada da antiga Farmácia Stellfeld, a primeira farmácia de Curitiba. Confesso que não percebi muito bem a tal marcação das horas e olha que eu fiquei uns 5 minutos olhando pra ver se eu descobria que horas era sem que eu precisasse olhar no celular. Diz que o ponteiro que fica no relógio projeta a sombra no risco que marca a hora, ok, até ai tudo bem, mas e os minutos? Bom, eu diria que o relógio é um tanto quanto curioso, mas não achei muito pratico não.

E pra terminar, na rua que passa atrás da Catedral, podemos encontrar dois murais que são obras de Potty Lazzarotto. Eles retraram coisas relacionados a Curitiba, como a araucária, o farol do saber, a estação tubo para quem pega os ônibus na cidade e muitos outros simbolos curitibanos.

Ambos os murais são muito bonitos, vale a pena conhecer!

O novo Espaço Itaú de Cinema – Shopping Crystal, em Curitiba

Uns meses atrás quando voltei a morar aqui em Curitiba, fui algumas vezes no Shopping Crystal, e vi que o espaço destinado ao cinema estava em reforma.

Além da repaginada geral em todas as salas, agora o cinema faz parte de uma nova rede de cinemas, o Espaço Itaú de Cinema.

Esse novo espaço está em funcionamento desde início de abril. Pra falar bem a verdade, eu nem tinha me dado conta que o cinema tinha voltado a funcionar, até pq não tenho o costume de ir com frequencia. Até que um belo dia, uma colega de aula de inglês comentou que tinha ido lá e tinha gostado bastante, principalmente da sala VIP. Me interessei na hora!

Fazia algumas semanas que eu tava de olho nos filmes em cartaz, até que semana passada entrou em exibição o filme Para Roma com Amor, de Woody Allen. Perfeito! Quando vi, decidir ir na hora!

Como todo mundo sabe, a ala destinada ao Cinema do Shopping Crystal não é gigante. São apenas 5 salas, sendo que duas dessas são classificadas como sala VIP. E foi justamente nessa sala VIP que eu fui!

As principais diferenças entre as salas comuns e as salas VIP são:

– quantidade de cadeiras / sala é menor do que as salas comuns. Na sala 04, por exemplo, que foi a sala que eu fui, eram apenas 52 cadeiras;

– o espaço entre as cadeiras é maior;

– o banco são distribuidos em 7 fileiras, sendo que as 6 primeiras tem 7 cadeiras e a ultima fileira tem 10 cadeiras;

– as poltronas são dispostas na configuração 2-2-2-1;

– todas as poltronas são de couro, o encosto reclina e tem apoio para os pés;

– o preço é um pouco mais caro do que assistir na sala comum;

Com um pouquinho de boa vontade dá pra enxergar alguma coisa, né?!… =)

– na hora de comprar o ingresso, a gente pode escolher através de uma telinha qual lugar queremos.

Por sorte, o filme que eu queria assitir coincidiu com o fato de estar em exibição na sala VIP, então lá fui eu! Apesar do preço ser um pouco salgado, eu achei a poltrona bem confortável e o espaço entre elas também é muito bom. O ar-condicionado que geralmente ligam no máximo, deixando a sala congelante, nesse dia que eu fui, estava bem agradável.

Quanto ao filme, adoooorei! Vale a pena assistir! O filme conta varias histórias, e a única coisa em comum entre elas, é Roma!! O filme foi muito bem filmado, mostra bastante lugares famosos (ou não) da cidade. Infelizmente eu ainda não fui à Roma, mas fiquei morrendo de vontade de sair do cinema e pegar o primeiro avião pra lá! hahahahah =) Filme recomendadíssimo, principalmente pra quem gosta de viajar!

No espaço destinado ao cinema, ainda tem um barzinho na entrada e banheiros masculino e feminino.

Uma coisa que achei legal (mesmo não tendo usado nessa vez) é que, os ingressos podem ser comprados pela internet.

Quanto aos valores, durante a semana ficam em 32,oo a 36,00 reais e nos finais de semana e feriados em 40,00 reais. Mas já adianto, vale cada centavo!

O Shopping Crystal fica na rua Comendador Araújo, 731, no Batel, em frente a uma Pizza Hut. O cinema fica no terreo (piso L1), quem entra pelos fundos do Shopping já dá de cara com o cinema!

Torre Panorâmica de Curitiba

De volta à Curitiba, resolvi conhecer um lugar que eu até então eu nunca tinha ido, e pra falar bem a verdade, eu sempre via essa Torre (que é o ponto mais alto da cidade), mas não tinha idéia de que dava pra visitar!

Oi Torre Panorâmica de Curitiba

A entrada

Aqui no Brasil, eu já tive a oportunidade de subir na Torre de TV em Brasília, e gostei bastante! Então, nada melhor para rever a cidade do que começar os tours, vendo a cidade do alto, e digo mais.. Vale muito a pena!!
.
Foi inaugurada em dezembro de 1991, e antigamente a torre era chamada de Torre da Telepar, mais tarde, com a privatização do setor das telecomunicações, passou a se chamar Torre da Brasil Telecom, e atualmente, recebeu o nome de Oi Torre Panorâmica de Curitiba.
Logo na entrada, além do Ticket Office, no lado esquerdo, tem um museu, o Museu do Telefone. O museu é pequeno, mas vale a pena ver, pois tem exemplares de telefones de várias épocas.

No Museu do Telefone

exemplares de telefones de várias épocas..

...

... até uns nem tããão antigos assim!

Depois de comprar o ingresso, a subida é feita através de um elevador. O mirante de 360º fica a uma altura de 95 metros de altura, e a torre tem no total 109,5 metros de altura, o que equivale a um prédio de 40 andares, sendo assim, a torre se tornou o ponto mais alto de Curitiba!

Bairro das Mercês, Centro Civico e no lado esquerdo, dá pra ver o Museu do Olho

vários painéis ilustrativos

A área central da cidade

Como o dia amanheceu completamente atipico em Curitiba… céu azul, poucas nuvens e um calor insuportável, perfeito para apreciar a vista de toda a cidade, e dá até pra ver a Serra do Mar.

Parque Barigui

...

Em dias de céu azul, dá pra ver até a Serra do Mar (ao fundo)

Com janelões de vidro, que permitem uma boa visão, o mirante conta também com um mapa da cidade no chão e painéis que mostram os principais pontos turiticos da cidade que podem ser vistos daquele ângulo.

Parque Barigui no fundo

Mapa de Curitiba no chão

...

No mirante, tem um Mural feito por Poty Lazzarotto, em homenagem aos 300 anos da cidade, e nele, estão imagens que traduzem o que é Curitiba e o telefone, mostrando desde sua invenção até a sua evolução.

Mural de Poty Lazzarotto

...

...

...

É a única Torre de telecomunicação do país com um mirante aberto para visitação. Abre de terça a domingo, das 10:00 as 19:00. O ticket é comprado na própria Torre, e custa 3,50 reais. Não tem site oficial.

A Torre pode ser vista de quase todas as partes da cidade!

A torre está localizada na rua Prof. Lycio Grein de Castro Vellozo, no bairro das Mercês.

Próxima parada: Curitiba!

Depois de passar quase 2 anos morando em Edimburgo, a minha próxima parada vai ser… Curitiba!!!

Eu já morei lá por 6 anos, durante o periodo da Faculdade e da Pós, e agora to voltando pra continuar estudando e arrumar um trabalho.

2 anos depois..

Com certeza nesses quase 2 anos que fiquei longe, a cidade deve ter mudado bastante, mas os velhos e bons lugares de Curitiba permanecem.

Então, a partir de hoje, além de contar um pouco de Edimburgo e da Escócia, vou recomeçar as visitas, tanto em museus, parques, shoppings, restaurantes em Curitiba e vou relatar tudo aqui no blog!

Malas prontas! Fuiiiiiiiiii!! =)

%d blogueiros gostam disto: