Tag Archive | Intercâmbio de Inglês

O primeiro convite a gente não esquece

Quarta-feira passada eu recebi um e-mail do departamento de marketing da Kaplan International Colleges, a escola onde eu estudei inglês em Edimburgo, me convidando para escrever um guest post.

Qual não foi minha surpresa ao abrir meu e-mail e ver: ‘Convite – Kaplan International Colleges’. Lógico que de cara achei que fosse spam ou brincadeira, até pq, quando que eu iria imaginar que alguém lá da escola iria ter noçào da existência do meu bloguinho!

Li com calma o email e logo respondi pedindo mais detalhes de como funcionaria o esquema, o que eu teria que contar mais ou menos, enfim, queria maiores detalhes.

Com todos os detalhes no email, nem pensei meia vez e resolvi aceitar logo o convite! Apenas pedi um prazo para escrever o post.

E ontem o post foi ao ar no blog do site da Kaplan – versão em português. Legal né?! Para ler o post e a divulgação no facebook da escola, é só clicar aqui e aqui.

Adorei participar e escrever sobre a escola em que estudei. Afinal, eu frequentei a escola por meses e mais meses durante os anos de 2010 e 2011. Tive aula com todos os professores da casa, tive aulas com o método tradicional (atual), e inclusive participei do projeto-teste de criação do novo material que a Kaplan está pensando em oferecer no futuro (não sei como anda essa história), fui em algumas festinhas e passeios promovidos pela escola, então a missão não era impossível!

Agradeço a Jacqueline pelo convite, e fico à disposição para esclarecer maiores dúvidas de outras pessoas que queiram estudar inglês em Edimburgo!

Anúncios

Intercâmbio: Primeiro dia de aula

Antes de falar sobre como foi o meu primeiro dia de aula, aqui vão algumas regrinhas para estudar inglês no exterior:

– Esta estabelecido que as aulas de inglês começam sempre todas as segundas-feiras do ano;

– Em caso de coincidir com um feriado, o inicio da aula automaticamente muda para o dia seguinte;

– É sempre bom chegar uns dias antes da aula começar, como no meu caso, eu cheguei na sexta-feira antes, entao eu tive o final de semana inteiro pra me organizar, ir no mercado e fazer um reconhecimento de area. Talvez isso nao seja possivel pra quem vai ficar em casa de familia, mas como eu tinha alugado um flat, nao tive problema.

Foto retirada alexandreferrarisaores.blogspot.com

Dito isso, como eu ja imaginava, o primeiro dia de aula não seria exatamente um dia com aula.

Ao chegar na escola, ja tem um aviso na porta de entrada dizendo que os novos alunos devem se encaminhar a secretaria.

La deixei meu passaporte (eles tiram xerox dos nossos dados e ja agilizam a carteirinha de estudante) e uma copia da Visa Letter. Recebi um formulario para preencher e mais a pastinha do curso com algumas instruções. A moça da secretaria tambem me encaminhou para a sala onde eu teria que fazer uma prova.

Como são varias pessoas que vem de muitos paises, é impossivel saber qual é o real nivel de ingles de cada um. E assim, para saber em qual nivel/turma vamos começar, é necessario fazer um teste de nivelamento.

Mas antes do teste de nivelamento começar, a diretora da escola foi conversar com nos e nos dar as boas vindas.

Logo o teste comecou. Ele é dividido em duas partes: antes do intervalo tive a prova escrita (gramatica pura) e depois do intervalo fizemos o listening e a redação.

A prova de gramatica é composta por 50 questões de multipla escolha ou preencher com alguma palavra que estivesse faltando. Conforme vamos respondendo, mais dificeis elas vao ficando. A prova é meio complicadinha, com algumas pegadinhas, mas nada impossivel de responder. Eu fiquei fazendo a prova até quase que o ultimo minuto. As ultimas questoes (5 delas) eu deixei em branco, pq não tinha nem ideia do que responder.

O listening é composto por 3 exercicios, o primeiro é moleza (pq era uma estrangeira falando ingles, entao foi mais facil de entender), o segundo teste é um pouco mais complicado, pq eram nativos de lingua inglesa conversando. E o ultimo é a prova de fogo, quem gabarita nesse, ja recebe o diploma de ‘fluência em inglês’ hahahaha To brincando! Sem exageros, o ultimo é bem mais dificil!

Quanto a redação, temos duas opções de temas, que agora não lembro exatamente quais eram, mas um é mais pra falar sobre nos e dizer pq estavamos ali pra estudar inglês, quais os nossos planos para o futuro (que foi o que escolhi) e o outro, nem lembro (mas era mais dificil ter um bom vocabulario para desenvolver o texto).

Tivemos 1 hora e 30 minutos para o almoço. Na mesma mesa que eu senti para fazer a prova, sentou umas meninas do Japão e nos combinamos de ir almoçar juntas.

Depois do almoco voltamos pra escola para conversar novamente com a Diretora. Ela nos explicou sobre algumas regras de deviamos seguir, falou de como era o funcionamento da escola, de como era a fiscalização das frequências e o que deveriamos fazer em caso de ficar doente ou se acontecesse alguma coisa.

E pra terminar o dia, fomos encaminhados para a sala de informatica, onde tivemos que nos cadastrar no sistema (para ter acesso a materiais online) e receber as instruções de como usar os computadores/spyke, msn e tudo mais.

Na escola que eu estudei, a Kaplan International Colleges (reconhecida pelo British Council), temos opção de turmas de manhã e a tarde. Eu preferi estudar de manhã, pq a tarde poderia sair pra conhecer a cidade.

O resultado do teste de nivelamento, nos so sabemos no dia seguinte, quando chegamos na escola. É so olhar no mural, procurar o nosso nome e ver em qual nivel ficamos. Eu comecei bem: High Intermediate!

Intercâmbio – A hora das Escolhas!

Ter a oportunidade de morar em outro país, conhecer gente de todas as partes do mundo, ver de perto muitos monumentos e lugares, que até então só era possível atráves de livros, com certeza, isso tudo faz parte do sonho de quase todo mundo!

E não seria eu que não iria fazer parte desse grupo! Então, depois de resolver que eu iria fazer um Intercâmbio de 6 meses, foram surgindo algumas (muuuitas, pra falar bem a verdade) dúvidas e perguntas!

Intercâmbio!

→ A Primeira Etapa – Qual País?

Qual seria o melhor país pra estudar inglês? Essa é uma das perguntas mais dificéis de ser respondida! Eu levei em consideração, fazer e ver muitas coisas que certamente não fazem parte do meu dia-a-dia no Brasil. E as opções são muitas e uma mais interessante que a outra. No meu caso, estava em dúvida entre Canadá, EUA, Reino Unido e Austrália (mas para estudar inglês ainda existem as opções de Nova Zelândia, Irlanda e África do Sul)!

Os países mais populares para estudar Inglês!

Mas analisando melhor cada país, achei que o Reino Unido (de forma geral) seria a melhor opção. E agora.. em qual país? Inglaterra ou Escócia?? Eu já tinha visitado os dois! Então já tinha uma idéia de como seria e o que seria mais interessante para mim! Minha mãe sugeriu Londres, e nem preciso listar razões e/ou pontos positivos para saber que Londres seria talvez a melhor opção! Mas eu tinha gostado bastante de Edimburgo e queria conhecer um pouco mais da Escócia também! Olhei outras opções além de Londres e Edimburgo, como Oxford, Manchester, Liverpool e Belfast. Mas acabei escolhendo Edimburgo mesmo!!

→ A Segunda Etapa – Agência de Intercâmbio

Escolher a Agência de Intercambio também não é uma tarefa fácil, mas uma das partes mais importantes, pois são justamente eles que vão auxiliar na papelada tanto com o visto, quanto com a escola. E nessa hora não dá pra pensar em economizar e querer fazer tudo por conta, pois qualquer detalhe que seja esquecido, significa tempo e dinheiro perdidos!

Site da Belta

Pesquisando na internet, descobri que a Belta, Brazilian Educational & Language Travel Association, é uma instituição que reúne as principais Agências, tanto para cursos de idiomas (ou outros cursos), estágios e intercâmbios no exterior.

Escolhendo o Tipo de Curso

Escolhendo o Idioma

O site deles auxilia bastante. É só selecionar o “Tipo de Curso” e o “Idioma”, no lado esquerdo da tela, que logo aparecem vááárias opções de Agências de Intercambio! Se o “Tipo de Curso” for Idiomas e o “Idioma” for Inglês, como no meu caso, o resultado são mais de 50 agências!

As Agências de Intercâmbio que foram encontradas..

Com as agências selecionadas, entrei em todos os sites e vi as que ofereciam cursos de inglês em Edimburgo, e pra minha surpresa eram pouquíssimas, apenas 3 ou 4!

Escolhi a CI – Central de Intercâmbio

Então, acabei optando pela  CI – Central de Intercâmbio, que as agências de viagem da minha cidade tinham parceria!

→ A Terceira Etapa – Escolher a Escola de Inglês

As opções de escolas de Inglês oferecidas pela CI (ou qualquer outra Agência de Intercâmbio) para Edimburgo eram poucas também, como eu já esperava, mas pelo menos eu tinha alguma opção!

Comecei a pesquisar sobre as Escolas, como localização, os tipos de cursos de inglês oferecidos, os tipos de aulas, horários, se havia histórico de muitos brasileiros e por ai vai..

Basil Paterson, escola local, que só tem em Edimburgo!

As duas opções que a CI ofereciam eram: Basil Paterson e Kaplan International Colleges.

Escolhi a Kaplan, por ter encontrado mais informações online!

Uma, a Basil Paterson, é uma escola local, que só exise em Edimburgo. Já a outra,  a Kaplan International Colleges, tem escolas em vários países, como Austrália, Canadá, Reino Unido, EUA, Irlanda e Nova Zelândia!

Quanto aos tipos de aula, basicamente são iguais, horários também (talvez a Basil tenha até mais opções), a localização era na mesma rua, o histórico de brasileiros era baixo, e assim acabei escolhendo a Kaplan, já que achei mais informações online!

Obs.: geralmente (pelo menos todas as Agências de Intercâmbio que eu pesquisei) as Agências de Intercâmbio listadas no site da Belta trabalham com escolas de inglês que são credenciadas no British Council (ou versão brasileira do British Council), que são eles que reunem e regulamentam essa parte do sistema de ensino no Reino Unido. É bom sempre conferir se a escola de inglês faz parte, pois isso pode implicar na negação do visto, caso o visto seja aquele que “ganhamos” no Aeroporto de Heathrow, em Londres!

→ A Quarta Etapa – Entrar em contato com a Agência de Intercâmbio

Agora começa uma das partes mais demoradas e que exige um pouco de disciplina e organização. A Agência encaminha via e-mail um formulário que deve ser preenchido com tudo o que lhe interessa (somente o curso ou curso mais acomodação, seja em casa de família ou residencia estudantil – mas isso vai ser tema para outro post). É também enviado os valores e formas de pagamento. Ai é só escolher, preencher e selecionar a forma de pagamento, e pronto!

→ A Quinta Etapa – A melhor de todas – Recebimento da Visa Letter e Compra das Passagens!

Depois de umas 3 ou 4 semanas, a Agência encaminha a Carta original de aceitação da Escola de Inglês, que é chamada de Visa Letter. Somente depois de receber essa carta é possível viajar, seja se o visto escolhido for Visto de Estudante Visitante ou Visto de Estudante Superior a 6 meses (aqueeeele que temos que retirar ainda no Brasil), pois é essa carta que será entregue ao Agente do UK Border, quando chegamos no Aeroporto de Heathrow, em Londres (os demais documentos, o Agente do UK Border vai pedindo, conforme ele achar necessário, mas certamente ele vai pedir tudo e mais um pouco!! hehehe)

Sem esquecer de separar a papelada pra levar junto, tanto os documentos necessários (os obrigatórios), e tudo o que achar que possa ajudar a provar que vc não tem intenção de permanecer no Reino Unido quando o visto expirar, é bom levar, só por precaução!!

E agora vem a melhor parte, comprar as passagens (de ida e volta, é claro)…

Obs.: repetindo, a parte da acomodação vem em outro post, pq esse daqui já tá gigaaante!

%d blogueiros gostam disto: