Comprando um chip de celular na Escócia

A primeira coisa que eu fiz logo que cheguei em Edimburgo para o meu intercâmbio, foi comprar um chip pro meu celular. Fui direto na Princes Street e literalmente entrei de loja em loja pra me informar qual operadora oferecia o melhor plano pra minha situação.

Minha situação era:

– fazer ligações de vez enquando pro Brasil, pra falar com meus pais;

– enviar sms, principalmente pro Brasil;

– usar internet para me comunicar via facebook, twitter e responder meus emails.

A Princes Street é uma das principais ruas comerciais de Edimburgo e portanto, é o melhor lugar para procurar praticamente qualquer coisa. E operadoras de celular ou lojas genéricas que revendem planos de celular de todas as operadoras que existem no UK, certamente não vão faltar.

As operadoras de celular que existem na Escócia (e consequentemente em todo o Reino Unido) são: O2, T-Mobile, Vodafone, Three, Lebara, TalkMobile, E.E, Virgin Media e Orange.

Todas essas operadoras praticam planos e tarifas praticamente iguais, então a minha escolha nesse caso, foi mais pelo atendimento que recebi na loja do que por qualquer outra questão. Bom, em resumo, eu acabei optando pela O2.

O tipo de plano que eu escolhi foi o pré-pago que na Escócia se chama Pay-as-you-go. O plano que eu tinha escolhido se não me engano foi o “Pay & Go Go Go”, que funcionava da seguinte forma:

– Eu solicitei o chip, que era grátis de acordo com o plano que eu escolhi;

– o plano pode ser pago tanto com dinheiro (somente em libras) quanto com cartão de crédito (lembro que tinha uma das operadoras que não aceitava cartão de crédito internacional pra compra e nem pra recarga, mas acho que isso já não deve mais existir, mas não custa perguntar);

– Basicamente esse plano funcionava assim: conforme eu ia usando, o plano ficava melhor, literalmente;

– As 10,00 libras inciais de crédito me deram 75 minutos pra falar, várias mensagens de texto free (não lembro quantas eram exatamente, mas eram muitas) e 250 MB pra internet e ainda uma porcentagem do valor pago voltava como crédito depois de uns meses (acho que foi uns 6 meses depois que comecei a ter acesso pra solicitar essa porcentagem de volta).

– No terceiro mês de uso do plano, tudo literalmente dobrou, então eu passei a ter 150 minutos em ligações, muito mais mensagens de texto free e 500 MB pra internet e a portecentagem do valor pago que eu podia receber como credito era de 5%, porém eu ainda não tinha acesso pra solicitar que fosse transformado em creditos.

– No sexto mês de uso do plano, esse valor de 5% dobrou e dali em diante passei a receber 10% do valor pago em cada mês de volta como credito. Além disso, também pude solicitar que os creditos acumulados dessa porcentagem recebida de volta voltasse pra minha conta em forma de credito. Então assim, a cada pouco, como eu tinha que pagar 10,00 libras pra carregar o plano obrigatoriamente todo mês, chega um mês que eu não precisava pagar do meu bolso, pq eu tinha esse credito a disposição pra usar.

Obs. 1: é importante saber que quando vamos comprar mais crédito pro celular, em todo o Reino Unido a palavra usada nesse caso é “Top up”.

Obs. 2: existem pelo menos duas O2 na Princes Street.

Mas ai eu conversei com a vendedora e disse que os minutos que o plano permitia eu usar eu queria falar com o Brasil e muito provavelmente raras as vezes eu iria usar pra fazer ligações locais no Reino Unido, então ela me disse que eu precisava comprar um “Bolt On”, que são opções que permitem moldar o plano como a gente quer, mediante a um pagamento de uma taxa extra todo mês) que me permitisse fazer isso. Eu não lembro exatamente quanto era o valor, mas era igual ou menor do que 10,00 libras, mais que isso não era, com certeza. Esse Bolt On para ligações internacionais para America do Sul – Brasil me permitia falar dentro desses minutos que o plano oferecia “de graça”, sem que eu precisasse pagar diferença tarifaria ou qualquer coisa do tipo. Por exemplo, no primeiro mês eu tinha 75 minutos pra gastar. Digamos que a primeira ligação que eu fiz pro Brasil foi pra falar com a minha mãe (tanto faz aqui se fosse telefone fixo ou telefone celular, pois não era o valor que era descontado, eram os minutos)  e essa ligação tivesse 5 minutos e 24 segundos de duração era exatamente esse tempo que era descontado dos 75 minutos dos quais eu tinha direito. Acho que deu pra entender, né?

Quanto a internet, eu lembro que nos três primeiros meses eu tinha 250 MB pra usar por mês, se caso eu passesse desse número, eu tinha que pagar 1,00 libra/24 horas pra usar mais. Foram poucas as vezes que eu precisei pagar, pq pra enviar fotos ou emails com fotos do celular, o negócio ia rapidinho.

Em resumo, eu destaco três coisas:

– sempre que possível, quando eu tava em casa, eu ligava pra casa através do skype instalado no meu notebook e deixava os minutos do plano do celular pra gastar quando eu realmente precisasse durante o mês. Claro que quando chegava na ultima semana do mês e se eu ainda tivesse crédito, eu ligava pra “Deus e todo mundo” e gastava todos os minutos restantes sem dó.

– no Reino Unido, as pessoas tem costume de andar na rua/ônibus falando o tempo todo no celular. Acho que isso é pra não perder tempo. É bem comum entrar no ônibus (mesmo o que ia até o aeroporto) e ver várias pessoas penduradas no telefone, e na rua era exatamente a mesma coisa. Acho que usam muito mais o telefone pra falar do que pra mandar SMS.

– antes de embarcar para o Reino Unido, é importante verificar se o telefone está desbloqueado para receber chip de outras operadoras.

Ah, e pra quem não tiver tempo e não quiser fazer o mesmo que fiz de entrar de loja em loja de todas as operadoras que existem no UK, é possível ir as lojas genéricas que revendem os planos de todas essas operadoras e ver qual o melhor plano pra comprar. Em Edimburgo tem uma Phones 4 U (próxima ao Hotel Balmoral) e duas Carphone Warehouse (uma em cada extremidade) na Princes Street, além de outras lojas espalhadas em outros bairros/shoppings da cidade, claro.

Anúncios

Tags:,

About Bruna Bartolamei

Depois de morar por quase 2 anos em Edimburgo, na Escócia e ter viajado por mais de 32 países, estou de volta ao Brasil com muitas histórias pra contar!

Deixe seu comentário, sugestão ou crítica!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: