Os Festivais (de Verão ou de Inverno) de Edimburgo

Nos próximos 30 dias do mês de agosto, Edimburgo vai estar literalmente bombando! Isso pq a cidade carrega vários titulos quando o assunto são Festivais, seja os de verão ou os de inverno. Normalmente, esses títulos começam com.. “O maior festival disso“, “O mais antigo festival daquilo” ou ainda “O festival mais popular daquele outro“. Como em 2010 e em 2011 eu estava morando na cidade, nos festivais que foram possíveis, lá estava eu marcando presença.

Pra quem for pra Escócia, especialmente em Edimburgo, eu tentei reunir nesse post os festivais que considero mais interessante. Seria impossível escrever sobre todos, afinal, no total são mais de 12 festivais. Então aqui vai a lista com os imperdíveis..

Pra começar, os Festivais de Edimburgo estão organizados de acordo com as estações do ano (primavera, verão, outono e inverno). Mas já adianto, os principais, os mais procurados, enfim, os mais famosos, são os Festivais de Verão e os de Inverno.

O primeiro festival que eu destaco é o Beltane Fire Festival, que acontece sempre no dia 30 de abril no Calton Hill. É um dos festivais mais estranhos que eu participei. A ideia de criar um festival que celebra o inicio do verão é interessante, apesar do verão ser praticamente uma lenda na Escócia. A forma como acontece a celebração é que é um pouco estranha, todo mundo vestindo roupas coloridas (principalmente branco e vermelho) e com a cara pintada como se fossem o diabo (que eu imagino que seja pra lembrar o calor do inferno). Eu hein!

Um dos festivais mais esperados do ano é o Festivais de Verão de Edimburgo, que dá a ele o título de “O maior festival do planeta”. E realmente é! A cidade fica lotada, vem gente de todas as partes da Escócia, do Reino Unido ou do mundo para prestigiar o evento, seja como espectador ou como participante. Esse festival acontece sempre nas três ultimas semanas do mês de agosto, e em toda cidade, seja na rua, em igrejas, em teatros, casas de shows, parques, enfim, por onde estivemos passamos no centro da cidade, sempre vemos alguma movimentação.

O maior festival de arte do mundo, o Edinburgh Festival Fringe, com certeza é o mais esperado. São mais de 40 mil shows e apresentações espalhados por mais de 250 lugares em todas as partes da cidade. Nos dois verões que eu passei em Edimburgo, eu consegui ir. Ele começa sempre na primeira sexta-feira do mês e vai até a ultima segunda-feira de agosto, então, nesse ano por exemplo, o festival vai de 03 a 27 de agosto. Para ter acesso a tudo o que acontece nesse festival, foi até criado um site onde podemos ver toda a programação. No site tem um videozinho, que conta um pouco da história desse festival, de como foi criado e também da pra ter uma ídéia de como a cidade fica durante o verão.

Outro festival interessante é o Edinburgh International Festival, que reune o que há de melhor em apresentações de companhias internacionais que vão desde música clássica, peças de teatro, óperas e danças. Esse ano, o festival vai de 09 de agosto a 02 de setembro, e vai contar com um destaque, a produção Macbeth, que faz parte do World Shakespeare Festival.

Os meus festivais preferidos são Edinburgh International Book Festival (vai de 11 a 27 de agosto) e o Royal Edinburgh Military Tattoo (de 03 a 25 de agosto). O primeiro festival é considerado o maior festival desse tipo do mundo e ainda, em 2004, Edimburgo recebeu pela primeira vez o titulo de The City of Literature pela Unesco. Todos os anos, escritores mundialmente reconhecidos dão o ar da graça no evento. Esse ano, o destaque fica por conta do escritor escoces Ian Rankin. Já o Military Tattoo, é um dos maiores espetáculo do Reino Unido. Todos os anos, diversas bandas militares de varios países se juntam a bandas militares escocesas e proporcionam um verdadeiro show, onde são mostrados ainda um pouco da cultura escocesa, como a dança típica escocesa chamada de Ceilidh e as gaitas de fole.

Esses que citei acima foram alguns festivais que eu tive oportunidade de ir, mas ainda existem muitos outros que fazem parte do Festival de Verão de Edimburgo, como o Edinburgh International Film Festival, o Edinburgh Jazz & Blues Festival, o Edinburgh Mela Festival e Edinburgh Art Festival.

Ahhh.. e sem esquecer do Festival Fireworks Concert, que acontece todos os anos e ele marca o encerramento do Festival de verão em Edimburgo. Acontece sempre no primeiro domingo do mês de setembro.

Pra quem pensa que o inverno é parado e sem nada pra fazer, em Edimburgo a história é um pouco diferente. Logo depois das festas de Natal, vem o Edinburgh’s Hogmanay (de 30 de dezembro a 01 de janeiro de 2013), as celebrações que fazem parte do Ano Novo Escoces. Antigamente eram quatro dias de festas, mas desde o ano passado, o Hogmanay passou a ser comemorado em apenas três dias. Além da tradicional festa de rua e da queima de fogos a meia-noite do dia 31 de janeiro, a festa começa com o  tradicional Torchlight Procession no dia anterior, e nos demais dias, podemos ver várias bandas escocesas e danças típicas (Ceilidh) se apresentando ao longo da Princes Street. E pra encerrar, no dia 01, os que sobreviveram as comemorações estão convidados a dar um mergulho nas geladíssimas águas do Firth of Forth, como parte do Loony Dook. Vai encarar? Eu não tive coragem!!

Tags:

About Bruna Bartolamei

Depois de morar por quase 2 anos em Edimburgo, na Escócia e ter viajado por mais de 32 países, estou de volta ao Brasil com muitas histórias pra contar!

8 responses to “Os Festivais (de Verão ou de Inverno) de Edimburgo”

  1. Juliana says :

    Muito legal, pena que não vai ter nenhum festival em novembro:(

  2. turista ocasional says :

    O Verão é mesmo o período mais propício aos festivais, porque supostamente é quando os dias são mais longos e o tempo melhor. (O meu aparte para o supostamente, é porque hoje por aqui chove torrencialmente com trovoada para acompanhar e isso era de todo desnecessário).
    Não faltam festivais espalhados pelos países e em suas cidades, sobretudo nas mais emblemáticas.
    Por vezes o Inverno com o frio ou mesmo a neve, também é propício a outros tipos de festividades.

    Quanto à sua referencia dos festivais em Edimburgo carregarem títulos de maior disto ou mais antigo daquilo, nem todos se podem vangloriar com essa legitimidade. Isso lembra-me algo que o meu marido costuma dizer, embora não se aplique de todo a este caso.
    Ele diz que por uma questão de tornarem as festividades mais apelativas e atractivas em termos turísticos, procuram encontrar um nicho em que as mesmas sejam as melhores ou mais antigas em qualquer coisa.
    Por vezes tal torna-se mesmo ridículo pois o nicho é tão pequeno e redutor que só de o enunciar ocupa a maior parte do cartaz publicitário (como dizer, caricaturando, que é o maior festival do mundo das 18 às 18:30 na rua X).

    Dos seus artigos, só posso concluir que aproveitou imenso a sua estadia na Europa e que se tornou uma expert em vários domínios relacionados com os “conhecimentos turísticos” que adquiriu.

    bjs

    • Bruna says :

      Olá!!!

      É verdade, o verão é realmente muito propicio pra qualquer evento ou até mesmo os festivais. Apesar de que na Escócia o verão é meio lenda, pq não existe heheeh

      Concordo com vc que esses titulos são meio apelativos, mas não dá pra negar que quando eles estão incluidos na propaganda, a coisa realmente dá efeito! O público comparece mesmo!
      =)

  3. Eduardo Oliveira says :

    Oi Bruna! Meu nome é Eduardo, e vou para Edimburgo agora no início de agosto. Confesso que não sabia que nessa época acontece tais festivais na cidade. Somente descrobri isso depois de compradas as passagens e reservado o hotel. Minha pergunta, e já imaginando a resposta, é: a cidade não fica cheia de demais? Não fica um pouco complicado circular, visitar os locais turísticos nessa época?
    Outra coisa: existem eventos de rua ou temos que pagar para participar/assistir?
    Desde já agradeço a atenção.
    Abraço.

    • Bruna says :

      Oi Eduardo!!
      A cidade fica bem cheia sim, mas vc não vê tanto aglomero. Tipo, tem gente, mas não é aquela coisa que da a impressão de estar tudo entulhado. Em duas atrações vc pode pegar fila, que é no Castelo de Edimburgo e no Palácio de Holyrood, mas fora isso, o resto é bem mais tranquilo.
      O Fringe tem muita programação na rua, mas existem vários eventos pagos também. A maioria deles acontecem no Assembly (edificio que fica no alto do The Mound) e em vários teatros, igrejas e casas de show na cidade.
      Aproveite muito Edimburgo, vc vai numa das épocas mais legal!

      • Eduardo Oliveira says :

        Valeu Bruna!
        Vou abusar e pedir mais uma dica.
        Estou pensando em alugar um carro para fazer uma viagem de um dia pelos arredores de Edimburgo. Já vi algumas dicas (Lago Lomon, Stirling, Castelo Tantallon). Terias alguma sugestão para me dar?

        • Bruna says :

          Oi Eduardo!
          Só não esquece que em td o Reino Unido eles dirigem na mão contraria que nos aqui no Brasil!
          Proximo a Edimburgo tem a Roslyn Chapel, tem St Andrews (onde principe William e a Kate estudaram e se conheceram), tem Linlitghow e as pontes, Forth Rail e Forth Bridge, tem o Castelo de Balmoral ( que abre só no verao pra visitas), tem o Glamis Castle.. Ih, tem um monte de opção de passeios no estilo bate e volta!

Deixe seu comentário, sugestão ou crítica!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: