Jökulsárlón Glacial Lagoon e Parque Nacional Vatnajökull

No segundo dia da  viagem, fiz o tour que vai até Jökulsárlón e faz uma breve parada no Parque Nacional de Vatnajökull ou em islandês Vatnajökulsthjodgardur, que segue pela costa sul do país, e fica perto de Vík.

Glacial de Vatnajökull

As principais paradas durante o tour foram:

– Lagoa Glacial Jökulsárlón;

– Tour de barco pela Lagoa;

– Parque Nacional Vatnajökull;

– Na volta passamos novamente pelas cachoeiras de Seljalandsfoss e Skógafoss.

Passando por Vík e seguindo viagem, a paisagem até a Lagoa é bem peculiar e um tanto quanto diferente, ou melhor, a definição ideal seria: exótico. Tudo é completamente diferente do que estamos acostmados a ver por ai, parece até cena de filme.

As paisagens vão desde montanhas com neve no topo, vulcões, cachoeiras, penhascos, campos de lava, campos de lava com musgo (muitos), estranhas formações rochosas das mais variadas formas e muita praia com areia preta.

Aguardando o próximo tour

Depois de looongos minutos so vendo campos de lava, quando estavamos quase chegando perto da Lagoa a paisagem mudou um pouco.. algumas elevações no campo de lava impediam de ter uma vista completa da Lagoa, porém quando atravessamos a ponte, lá estava ela: a maior Lagoa Glacial da Islândia, cheinha de Icebergs “boiando”  e mostrando uma paisagem única, pelo menos pra mim, que nunca tinha visto nada igual ou parecido até então na vida.

Lá vem vindo o barco-anfíbio

Jökulsárlón é a maior lagoa glacial da Islândia e sua localização exata é na parte sul do no glacial de Breiðamerkurjökull que faz parte do maior glacial do país, o Vatnajökull, que cobre 12% da área total do país. Vatnajökull fica entre o Parque Nacional de Skaftafell e Hofn.

A lagoa começou a se formar durante a década de 30 e o seu tamanho tem aumentado consideravelmente devido aquecimento global e as suas consequências que estão derretendo as geleiras.

O lago é preenchido por icebergs que flutuam formando um labirinto de gelo por onde passamos com o tour de barco-anfibio. O tour é bem rápido, aproximadamente 30 minutos.. a preparação para o barco entrar na água é rapida e enquanto isso a gente recebe os coletes salva-vidas. Durante o tour, a guia explicou sobre a geleiras, as camadas de gelo, sobre a formação da lagoa e teve até uma aula sobre gelo.

Como curiosidade, a guia também comentou que vários filmes foram gravados ali.. sendo os mais  recentes: James Bond 007 (Die Another Day e A View to a Kill), Tomb Raider  e Batman Begins.

Durante o tour, dá quase pra encostar nos pedaços de gelo

No caminho de volta para Reykjavík, teve uma parada de 40 minutos no Parque Nacional Vatnajökull, que é o maior parque nacional da Europa, e cobre cerca de 12% da área da Islândia, ele é composto pelo Glacial Vatnajökull, o Parque Nacional Skaftafell, Parque Nacional Jökulsárgljúfur e o Skriduklaustur. Em algumas partes o gelo pode chegar a medir mais de 1000 metros.

O “engraçado” é que ao chegar lá, por ser um parque nacional, espera-se encontrar muitas árvores, mata nativa fechada e muitos animais, porém esse parque (como tudo na Islândia) é um pouco diferente, existem algumas (poucas) árvores que foram plantadas recentemente na entrada do parque e o restante é só camadas e mais camadas de gelo, água, lagoas e vulcões.

O parque é relativamente recente, foi criado em 2008 e tem um pequeno “museu” e uma área com lanchonete e banheiros.

Anúncios

Tags:, , , ,

About Bruna Bartolamei

Depois de morar por quase 2 anos em Edimburgo, na Escócia e ter viajado por mais de 32 países, estou de volta ao Brasil com muitas histórias pra contar!

5 responses to “Jökulsárlón Glacial Lagoon e Parque Nacional Vatnajökull”

  1. Ariane says :

    Oi, Bruna, tb vou fazer esse tour. Estou bem empolgada, só ouço maravilhas do país (exceto os preços que dizer que td é muito caro), Beijos, Ari

  2. Ariane says :

    Simplesmente demais a Islandia, Bruna
    Estou até agora sem acreditar que estive lá, pretendo voltar muito em breve para explorar as demais belezas naturais desse país. Fazer as caminhadas nas geleiras é uma experiência unica, e da um certo medo também, indo com guia e equipamentos corretos nao tem erro.
    Eu vou deixar aqui o nome da empresa que contratamos para esse tour caso mais alguém esteja indo para lá e se interesse.

    • Bruna says :

      Se não fosse tãããão longe eu tbm iria de novo!!! Tbm gostei muuuito.. tudo bem diferente do que vemos tanto no Brasil como aqui nos países da Europa.. Sim, pode deixar o link ai, sem problemas!! =)

Trackbacks / Pingbacks

  1. Scottish National Portrait Gallery « Contando as horas - 19/12/2011

Deixe seu comentário, sugestão ou crítica!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: